O secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Erick Amorim, a procuradora geral do Município, Geórgia Nunes, e técnicos da administração municipal acertaram, hoje em Brasília, a negociação do empréstimo de US$ 45 milhões junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O aporte financeiro será destinado ao “Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado – Teresina Sustentável”.

 

“Nesses três dias, os técnicos da prefeitura se empenharam para negociar e acertar os termos do contrato a ser firmado entre a administração municipal e a CAF. Ainda temos um caminho a percorrer até a assinatura do contrato e ter o recurso em caixa, mas esta semana conseguimos dar um grande passo para atrair investimentos que vão melhorar a qualidade de vida da população de Teresina”, afirma Erick Amorim.

 

Ele explica que, por se tratar de um empréstimo internacional, a operação de crédito deve ser aprovada ainda pela Secretaria do Tesouro Nacional e pelo Senado. “Somente depois desse trâmite é que poderemos assinar o contrato e ter os recursos”, diz.

 

O Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado – Teresina Sustentável” engloba ações em quatro eixos: mobilidade urbana; requalificação urbana e ambiental; modernização institucional e gestão. Entre as principais intervenções, estão a ampliação da via Sul, requalificação da Vila da Paz, a segunda etapa da restauração e requalificação do Mercado Central, ciclovias, o Plano de Arborização e a implantação do Parque da Floresta Fóssil. Há ainda o Programa de Modernização da Administração e da Gestão Tributária de Teresina (PMAT).

 

“Todas as intervenções previstas no Programa vão melhorar a vida do teresinense na parte de mobilidade, cultural e do bem-estar. E, na parte de gestão, o PMAT irá melhorar a eficiência e eficácia da administração, o que beneficiará também a população”, finaliza.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).