1. A coordenadora da Agenda 2030 das Nações Unidas (ONU) em Teresina, Flávia Maia, foi uma das 20 brasileiras escolhidas para participar da primeira turma do programa Columbia Women’s Leadership Network in Brazil, da Universidade de Columbia, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

 

O Columbia Global Centers é um treinamento dedicado à gestão de pessoas no serviço público, que passa pelo aperfeiçoamento técnico, discussão de temas estratégicos e construção de redes, reunindo profissionais das diversas áreas da administração pública com perfil de liderança.

 

O Programa terá duração de um ano, começando no final de março, no Rio de Janeiro, com temporada no mês de julho, na Universidade de Columbia. Foram selecionadas servidoras com perfil de liderança ocupando cargos em diferentes esferas e agências do setor público no nível municipal, estadual e federal.

 

“A seleção da coordenação da Agenda 2030 para compor a rede de líderes brasileiras é um reconhecimento, por parte de instituições internacionais, de que a Prefeitura Municipal de Teresina está atenta à equidade de gênero. O desenvolvimento sustentável só pode ser alcançado quando as barreiras cotidianas e culturais que impedem o desenvolvimento das capacidades femininas, como a discriminação baseada no gênero, forem eliminadas. Para isso, a Prefeitura tem intensificado esforços para fortalecer o exercício de poder pelas mulheres, promovendo, por exemplo, a formação das servidoras e uma maior participação na política, na economia, e em diversas áreas de tomada de decisão. A nossa inserção nessa rede reforça as iniciativas locais e nos ajuda a avançar nos objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU”, avalia Flávia Maia.

 

Uma das metas da Agenda 2030 é alcançar a igualdade de gênero e emponderar  todas as mulheres e meninas para que possam atuar enfaticamente na promoção do desenvolvimento sustentável, por meio da participação na política, na economia e em diversas áreas.

 

O secretário municipal de Planejamento, Erick Amorim, enfatizou a importância da escolha da servidora. “A Flávia é servidora concursada da Prefeitura de Teresina e tem contribuído bastante com inovações no setor público. É um orgulho essa escolha numa seleção tão disputada como foi a da primeira turma desse programa da Universidade de Columbia. E é um reconhecimento de uma das muitas mulheres que fazem parte do quadro de servidoras do município. Ela é uma profissional transformadora”, elogiou.

 

A teresinense é arquiteta urbanista, formada pelo Instituto Camilo Filho (ICF), doutoranda da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e concursada da Prefeitura Municipal de Teresina desde 2010.

 

CLIQUE AQUI PARA CONHECER MAIS SOBRE O PROGRAMA

 

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE A AGENDA 2030

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).