Como o Plano Diretor pode atuar na segurança da cidade? E na mobilidade urbana? As respostas a essas e a diversas outras perguntas foram apresentadas para a população na primeira audiência pública de Revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial(PDOT), nesta sexta-feira(09). O encontro, que foi realizado pela Prefeitura Municipal de Teresina, contou com a participação de cerca de 350 pessoas, representando os mais diversos setores da sociedade, como movimentos populares, empresários, sindicatos, estudantes, professores, conselhos profissionais, dentre outros.

 

Estiveram presentes na cerimônia de abertura o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Erick Amorim; a secretária executiva de planejamento urbano, Jhamille Almeida; o vereador Inácio Carvalho; o presidente da Associação da Juventude de Teresina, Jardel Ramos, representando os movimentos populares; e o vice-prefeito Luiz Junior, representando o prefeito Firmino Filho que, cumprindo agenda em Brasília, enviou por vídeo sua mensagem para os presentes na audiência.

 

 

“Importante que nós possamos refazer e atualizar o nosso planejamento para que a cidade tenha um estilo de crescimento que contemple valores de desenvolvimento urbano para todos os espaços e toda a população. Por isso esse encontro, para que possamos juntos planejar a cidade que queremos”, ressaltou Firmino Filho.

 

Reunindo a população e técnicos do poder público para discutir os rumos da cidade, a audiência apresentou a realidade atual de Teresina e os instrumentos que vão estimular o crescimento e o fortalecimento do município. Na ocasião, foi mostrada a síntese das diretrizes gerais construídas no Plano a partir de diagnóstico e contribuições da população obtidas por meio da mobilização social pelo aplicativo COLAB, Fórum Teresina Participativa e Mobilização Rural.

 

 

Por meio desses instrumentos, os teresinenses enviaram mais de duas mil ideias sugerindo sobre qual cidade quer para o futuro. Essas proposições e anseios, que têm norteado o processo de revisão do PDOT, foram traduzidos e coletados em diretrizes de ordenamento territorial, que foram apresentados durante a audiência.

 

“Esse é mais um momento para que possamos consolidar os entendimentos, apresentar nossa visão de cidade que nós quereremos, uma cidade mais compacta, mais conectada, mais diversa, para que a gente tenha, nos próximos anos, uma Teresina que atenda aos anseios da sociedade e com a sustentabilidade econômica e social que nós precisamos”, declarou o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Erick Amorim.

 

Na oportunidade, os participantes foram divididos em grupos temáticos: zona rural, zoneamento urbano e desenvolvimento orientado pelo transporte sustentável (DOTS), patrimônio ambiental e governança. Durante a continuidade da audiência, as propostas discutidas em cada grupo serão levadas para apresentação em plenário, debatidas e sugeridas para alterar ou incrementar o Plano.

 

A programação do encontro vai até às 17h30 desta sexta-feira(09), no Centro de Formação Professor Odilon Nunes, no bairro Marquês, zona norte da capital, com apresentação das sugestões da população e com a eleição dos delegados que serão responsáveis pela homologação da minuta do Projeto de Lei de Revisão do Plano que será levado para o Legislativo Municipal.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).