O prefeito Firmino Filho e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, assinam a liberação de R$ 124 milhões para a construção de obras de habitação em Teresina junto à Caixa Econômica Federal. O novo residencial será construído no Parque Brasil para receber famílias reassentadas pelo Programa Lagoas do Norte. Outros R$ 64 milhões serão liberados posteriormente para obras de mobilidade urbana. A solenidade aconteceu na manhã desta terça-feira (03), na sede da APPM – Associação Piauiense de Prefeitos Municipais. Outros 70 municípios piauienses também estão sendo contemplados com recursos. Também participaram do evento o senador Ciro Nogueira, o presidente da APPM, Gil Carlos, representantes da Caixa e das prefeituras contempladas, membros da bancada piauiense e do governo do estado.

O residencial receberá famílias reassentadas pelo Programa Lagoas do Norte e está localizado a apenas quatro quilômetros de distância das regiões que receberam intervenções e terá uma área de aproximadamente 250 mil m².  Mais de mil famílias serão assentadas no local. “Vamos construir 1.022 unidades do Minha Casa, Minha Vida no Parque Brasil prioritariamente para famílias que moram em área de risco na zona norte da cidade”, destaca o prefeito Firmino Filho.

Com o projeto desenvolvido em parceria pela equipe do PLN e do Banco Mundial, este residencial terá características que o diferenciam dos demais projetos do MCMV, como uma maior preocupação com a urbanização, calçadas de acordo com a lei de acessibilidade, quadras desenhadas para facilitar o acesso ao transporte público, entre outras. “É um compromisso do Programa Lagoas do Norte que as famílias reassentadas tenham as condições de habitação mantidas ou, preferencialmente, melhoradas. Esse residencial foi planejado para alcançar esse objetivo”, explica o diretor geral do programa, Márcio Sampaio.

Durante a solenidade, o ministro Alexandre Baldy destacou a importância dos projetos para que a cidade possa se desenvolver. “São obras para garantir a casa própria, obras de mobilidade urbana, de saneamento e recuperação de encostas, recuperação de áreas degradadas aqui na cidade de Teresina. Então, o governo federal investiu no Piauí e em especial na cidade de Teresina mais de R$ 1 bilhão nos últimos 12 meses em contratos que estão ou estarão sendo celebrados e hoje 71 cidades estão sendo prestigiadas com cerca de R$ 750 milhões para todos os cidadãos piauienses que estão sendo aqui muito bem cuidados”, afirma Baldy.

Mobilidade

Além dos recursos do Minha Casa Minha Vida, quatro ações da Prefeitura de Teresina foram pré-selecionadas para receber financiamento de R$ 64 milhões para obras de mobilidade, através do Programa Avançar Cidades, também do Governo Federal. O financiamento contemplará obras de mobilidade no Centro e Zona Sul da capital, principalmente com requalificação de vias, além da revisão do Plano Diretor de Mobilidade Urbana.

“Esse dinheiro será investido na qualificação dos corredores de ônibus, como também levando essas melhorias para o Centro da cidade. Afinal de contas, a grande maioria dos passageiros são destinados ao Centro e é necessário que possamos qualificar os espaços, melhorando as calçadas e praças para que a população possa caminhar com segurança, assim como também melhorar as estações do Centro”, ressalta o prefeito.

Com as propostas de Teresina pré-aprovadas pelo Ministério das Cidades, os projetos passarão pelo trâmite burocrático até a aprovação definitiva e posterior liberação dos recursos, visando concluir o planejamento para as demandas de mobilidade urbana. “A gente tenta implantar o que está previsto no nosso Plano Diretor de Transportes. Tudo isso é um conjunto de obras que fazem parte de um conjunto maior para que fazer com que as pessoas se locomoção com mais facilidade”, explica Ítalo Portela, secretário executivo de captação de recursos e monitoramento da Semplan.

 

Print Friendly, PDF & Email

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).