O Programa Lagoas do Norte retomou as obras de construção de rede de esgoto no bairro Parque Alvorada. O objetivo é dotar todo o bairro com esgotamento sanitário, beneficiando 1.750 unidades habitacionais.

 

“Com a subconcessão dos serviços de abastecimento de água e esgotos em Teresina, a obra não pode ser executada conforme havia sido prevista, com recursos do Governo Federal. Por isso, estamos retomando a obra agora, como contrapartida do Programa Lagoas do Norte e execução pela Águas de Teresina. A empresa recebeu todos os projetos do Programa Lagoas do Norte e está executando, dentro do seu contrato de subconcessão”, explicou Leonardo Madeira, diretor executivo do Programa Lagoas do Norte.

 

Francisco de Assis Oliveira é morador da rua Doutor Martinelle Cavalca, no bairro Parque Alvorada, e está acompanhando de perto a execução dos serviços: “Esse serviço vai melhorar nossa vida em tudo. Não vamos mais ter esse esgoto no meio da rua e nem vamos mais precisar fazer limpeza de fossas. A gente vai economizar e ter mais saúde”, opinou.

 

Para Lindomar Araújo, que também reside no Parque Alvorada, o esgotamento sanitário trará mais qualidade de vida aos moradores da comunidade: “Faz tempo que a gente sofre com o esgoto a céu aberto, nossas crianças não podiam brincar na rua. A gente vivia com mosquitos, outros insetos e vivia adoecendo. Com o esgotamento sanitário, vai mudar 100% e vamos ter mais qualidade de vida. Pra fazer uma obra como essa, é preciso rasgar as ruas e a gente se incomoda. Mas temos que olhar para a vantagem, que é muito maior que esse incômodo passageiro. A obra será concluída e ficaremos com todos os ganhos que ela vai nos trazer. Isso que é importante”, destacou.

 

Segundo o diretor do Programa Lagoas do Norte, Marcio Sampaio, a obra de esgotamento sanitário do Parque Alvorada contempla, além da implantação da rede de esgoto, a construção de uma estação elevatória, que coletará o esgoto de toda a rede e fará o bombeamento para a ETE do bairro Pirajá, onde será feito o tratamento do esgoto e seu encaminhamento ao destino final.

 

“A expectativa é de que toda a intervenção esteja concluída em oito meses. Mas é importante ressaltar que a população só deve realizar a ligação de seus domicílios à rede ao final de toda a intervenção, quando a rede estiver pronta. Temos que esperar a instalação e o funcionamento da estação elevatória para, só então, fazer a ligação das casas à rede. Os moradores devem aguardar a comunicação oficial da Prefeitura de Teresina, autorizando a realização dessas ligações”, ressaltou Marcio Sampaio.

Print Friendly, PDF & Email

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).