A Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) realizou na noite da última terça-feira o sorteio das vias que receberão os nomes dos homenageados do projeto cultural “Se Essa Rua Fosse Minha”, através do qual pessoas já falecidas terão os nomes batizando logradouros da cidade que ainda não foram nomeados. O sorteio aconteceu no auditório do Palácio da Música, no Centro de Teresina, e contou com a participação de mais de uma centena de familiares de pessoas que receberão as homenagens.

Com edital aberto no mês de julho, o projeto recebeu as inscrições através do site da SEMPLAN. Os amigos ou familiares eram responsáveis por inscrever os dados, uma minibiografia do futuro homenageado e escolher uma zona preferencial da cidade para a via em que a homenagem seria feita. No evento desta terça os sorteios foram realizados por zona e, conforme os nomes eram sorteados, os familiares recebiam um mapa mostrando onde se localiza a rua que receberá o nome do seu ente querido.

A secretária executiva de planejamento urbano da SEMPLAN, Jhamille Almeida, destacou a alegria das famílias conforme elas descobriam onde a homenagem seria feita. “É muito bom ver a reação destas pessoas, que se sentem realizadas em ver um ente querido sendo lembrado desta forma”, afirma. “A intenção deste projeto é justamente essa, fazer com que as pessoas se reconheçam e se sintam ligadas à história de Teresina”, completa o secretário municipal de planejamento, José João Braga.

Uma das pessoas que teve um familiar homenageado foi a administradora Gisleide Santos. Seu pai, taxista, era bastante conhecido na região do Saci e tinha uma ligação especial com Teresina. “A comunidade o chamava de Pai, pois era muito acolhedor e respeitado. Nasceu em Caxias, no Maranhão, e veio para Teresina muito jovem, onde cresceu e formou família. Ele era apaixonado pela cidade, adorava levar as pessoas nos pontos turísticos”, conta ela.

Dona Maria do Carmo Modesto, 77 anos, conseguiu homenagear o filho, falecido na década de 90 e que era apaixonado por Karatê. “Eu acho essa homenagem muito importante e justa, porque ele colaborou com a cidade. Formou o karatê didático aqui em Teresina para apresentações nas escolas, incentivando as crianças a exercerem a cidadania com educação e disciplina. É uma homenagem muito gratificante, fico muito contente”, diz ela.

Após a realização do sorteio, o projeto cultural “Se Essa Rua Fosse Minha” ainda terá uma última etapa, a solenidade de entrega das placas para os familiares. O evento acontecerá no dia 30 de agosto, no auditório Ypê da UNINOVAFAPI, fazendo parte da programação do aniversário de Teresina.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).