Poster vencedor do prêmio Routledge.

A arquiteta e urbanista Mariana Fiuza, da Agenda Teresina 2030, recebeu o prêmio Routledge, em um congresso com o tema sobre Mudança Climática, promovido pela ISOCARP, Sociedade Internacional de Planejadores de Municipais e Regionais. Na ocasião, para concorrer a premiação, havia a necessidade da criação de pôsteres individuais e autênticos em sua abordagem. Mais de 20 cartazes foram apresentados no concurso que aconteceu na cidade de Bodø, na Noruega, e Mariana venceu com um poster sobre o trabalho desenvolvido pela Agenda Teresina 2030.

Mariana apresentou em seu cartaz a receita de Teresina para a ação climática, dando uma receita para lidar com os desafios urbanos em Teresina. Mariana ressaltou também que não existe uma fórmula mágica. Além do prêmio do Júri, o poster foi ganhador do prêmio People’s Choice, onde os participantes do congresso votaram no pôster em que mais gostaram.

“Levei a Agenda Teresina 2030 porque ela está à frente a diversos aspectos que dizem respeito a resiliência climática de Teresina e por ser um exemplo de boas práticas. Os exemplos junto com uma linguagem mais acessível do poster formaram uma boa cominação, e por isso tudo deu certo e saí vencedora do prêmio. As informações levadas por todos foram muito úteis e são muito importantes para serem compartilhadas, pois teremos conhecimento de como outras cidades enfrentam problemas semelhantes com os nossos”, destaca Mariana Fiuza, urbanista e especialista em inovação da gestão pública da Agenda Teresina 2030.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).