O Programa Lagoas do Norte (PLN), em parceria com a equipe de monitoramento do Colab da Prefeitura de Teresina, está trabalhando uma campanha de conscientização com a comunidade que fica na região da Escola Municipal José Nelson, no Parque Alvorada, que sofre com o depósito de lixo na lateral da escola. Nesta terça e quarta-feira, os alunos tiveram uma palestra de conscientização e prevenção contra a destinação inadequada do lixo, além de conhecer melhor o funcionamento do aplicativo Colab, com uma visita técnica à Ouvidoria de Teresina e à SDU Centro-Norte.

 

Participaram da iniciativa 84 alunos do 7° e do 8º ano do ensino fundamental. Na manhã de terça-feira, eles assistiram a uma palestra que mostrou todos os malefícios trazidos pela destinação inadequada do lixo, que é uma das vertentes do saneamento básico. Já nesta quarta-feira (28), oito alunos escolhidos como representantes das turmas foram apresentados aos detalhes do funcionamento do aplicativo Colab, mostrando em uma visita técnica aos órgãos da Prefeitura de Teresina todo o fluxo de trabalho, buscando gerar uma aproximação e apropriação dos alunos e da comunidade no uso aplicativo.

“Tem sido muito satisfatório esse trabalho, porque cada vez que desenvolvemos uma ação percebemos que encontramos novos parceiros e que podemos aumentar o nosso raio de atuação, para que encontremos soluções para esses casos. O Programa Lagoas do Norte busca através dessas parcerias solucionar os problemas dentro das comunidades, no caso da escola, causado por este mau hábito de jogar lixo em local inadequado. Trabalhamos a educação ambiental com o objetivo de que, com essa junção de ideias, possamos realmente acabar com esse problema”, ressaltou Márcia Alencar, educadora ambiental e técnica em saneamento do Programa Lagoas do Norte.

Para o estudante João Pedro Ursulino, 13 anos, aluno do 8º ano do ensino fundamental da Escola José Nelson, o lixo depositado na lateral da escola traz bastante transtornos para os alunos, mas acredita que o problema será solucionado.

“A situação é complicada. O foco de bichos e mosquitos aumentaram bastante e, às vezes, temos que sair da sala por conta do mau cheiro. A população devia ser um pouco mais consciente, e entender que a lateral da escola não é um local adequado para se jogar lixo. Acredito que o Colab vai trazer muitas melhorias para a população, porque pode solucionar problemas de uma forma mais rápida e eficiente”.

“Mostramos para os alunos todo o processo que envolve o aplicativo Colab, desde o envio da demanda o até o encaminhamento para o órgão responsável. Esperamos que eles, como agentes multiplicadores, possam passar adiante a importância da ferramenta, mostrando para outros que eles podem contribuir para a gestão municipal e zelar pela cidade que é deles, com uma ferramenta simples que possuem na palma da mão”, concluiu o coordenador da Ouvidoria de Teresina, Hassam Said.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).