O Programa Lagoas do Norte (PLN) continua com o trabalho de conscientização com a comunidade que fica na região da Escola Municipal José Nelson, no bairro Parque Alvorada, que sofre com o lixo que é depositado de forma irregular na lateral da escola. Nesta sexta-feira (30), a equipe do PLN promoveu a limpeza da rua e realizou plantio de árvores com o objetivo de conscientizar a população e inibir ações de destinação inadequada de lixo. A ação faz parte do projeto Saúde sem Lixo, que foi pensado pelo PLN para receber denúncias e solucionar problemas relacionados ao depósito de lixo em locais inadequados.

O lixo que foi amontoado na lateral da escola causou sérios problemas aos alunos. Transtornos como o mau cheiro, aparecimento de ratos e insetos, além da necessidade de dedetizações constantes causaram prejuízos nas aulas e na estrutura da escola, que sofreu com a contaminação dos lanches estocados na cantina.

“Desenvolvemos essas ações em várias etapas. Fizemos gincanas ambientais para os alunos, desenvolvemos palestra de sensibilização, roda de conversa com os pais e comunidade e hoje fizemos um plantio de mudas e a limpeza da rua para inibir as pessoas que estão usando a escola como depósito de lixo”, disse Márcia Alencar, educadora ambiental e técnica em saneamento do Programa Lagoas do Norte.

Diretora da escola José Nelson, Marli da Paz diz que já tentou solucionar o problema e não teve sucesso, mas acredita que depois das ações desenvolvidas ele possa ser totalmente solucionado. “Nós estamos nessa luta de tentar erradicar esse lixão já há algum tempo. Conseguimos essa parceria com o Programa Lagoas do Norte e outros órgãos da prefeitura, que vem nos ajudando nessa batalha. Acredito que as ações que foram desenvolvidas hoje pelo Lagoas do Norte trabalharam bem a conscientização dos alunos e da comunidade. Creio que estamos conseguindo a sensibilização que precisamos para acabar com esse lixão. A nossa expectativa é de que realmente o acabe com esse problema, para não prejudicar mais ainda os nossos alunos e a comunidade”, ressaltou.

“A Prefeitura de Teresina recolhe mais de duas mil toneladas de lixo somente na zona norte, em espaços irregulares que recebem a destinação inadequada do lixo. Nosso grande desafio é procurar respostas, sensibilizando a comunidade para contribuir com a limpeza pública e com a coleta da cidade, pois além dos investimentos que são feitos, é preciso também da ajuda da população”, concluiu Márcia Alencar.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).