Previstas para serem instaladas em 2019, as estações de ônibus da Avenida Frei Serafim foram projetadas visando manter a preservação do patrimônio histórico e ambiental da mais importante via da cidade. O modelo foi pensado especialmente para o espaço e é diferente das demais estações do Inthegra, sistema de integração de transporte público.

“A avenida Frei Serafim é um símbolo para a cidade, principalmente o Boulevard, aquelas árvores enfileiradas que dão conforto térmico para quem anda no canteiro central. Por isso essas estações são diferentes, interferindo o mínimo possível na paisagem”, explica a secretária executiva de planejamento urbano da SEMPLAN, Jhamille Almeida.

A primeira diferença das estações é na localização do abrigo climatizado. Em outros corredores, esse espaço se encontra junto à via e os passageiros saem diretamente para os ônibus. Na Frei Serafim, eles ficarão recuados e suspensos alguns metros acima do canteiro em uma plataforma metálica fincada em apenas um ponto, causando pouco impacto.

Jhamille explica que a plataforma de embarque terá uma área aberta, com uma cobertura que vai se integrar com a arborização do canteiro. “A partir do abrigo vai avançar uma plataforma, que será sombreada pelas árvores. Então, as árvores não apenas serão preservadas como são necessárias no projeto”.

De acordo com o projeto, além de recuados, os abrigos das estações serão construídos com material mais leve, sem alvenaria. A estrutura será de vidro e metal. “Será semelhante a um contêiner mais tecnológico, o mais leve e transparente possível. Será feito como se estivesse flutuando sobre o canteiro, com um jardim embaixo do piso da estação”, detalha a secretária de planejamento urbano.

Para ela, o projeto das estações da Frei Serafim permitirá tanto a preservação do patrimônio da cidade como responderá à necessidade de modernização do sistema de transporte público. “O desenho do canteiro central vai continuar o mesmo e esses equipamentos vão trazer conforto térmico nos dias de calor e proteção nos dias de chuva. A Frei Serafim não pode ficar de fora desse projeto de melhoria da mobilidade urbana. É a via mais importante do nosso sistema de transporte. É para onde convergem todas as linhas e a maioria das viagens”, conclui.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).