Na oitava edição da Colônia de Férias do Parque Lagoas do Norte, além das tradicionais brincadeiras e atividades esportivas, as crianças e adolescentes também aprendem conteúdos que ajudam na sua formação como cidadãos. Exemplos disso são o curso prático de treinamento sobre princípios de incêndio, prevenção de acidentes e primeiros socorros, além das atividades de plantio de árvores na região do parque.

O bombeiro e instrutor da defesa civil municipal Marcos Rolf reuniu na CMEI Helena Medeiros, no Parque Lagoas do Norte, dezenas de adolescentes participantes da Colônia. No local, repassou a eles os principais cuidados preventivos e medidas emergenciais em caso de incêndio ou acidentes, como afogamentos. Para ele, essa é uma medida que pode ajudar a salvar vidas em situações de urgência.

“Nós vemos crianças hoje salvando vidas. Temos relatos de crianças de 12 anos fazendo salvamento em afogamento em piscina, que fizeram os primeiros procedimentos antes da chegada no hospital. Então queremos transmitir para a comunidade como deve ser feito esse atendimento pré-hospitalar”, explicou o instrutor.

Outra atividade foi desenvolvida sob a coordenação da bióloga do Programa Lagoas do Norte, Zelinda de Oliveira, que acompanhou crianças no plantio de 22 mudas de árvores frutíferas e nativas da região, como Jenipapo, Ingarana, Ingá, Curupita e Laranjeira. Antes, durante e depois do plantio, as crianças receberam instruções e conhecimentos sobre a preservação do meio ambiente.

“Fizemos essa atividade de arborização como mais uma atividade educativa dentro da Colônia de Férias, para estimular as crianças desde pequena na preservação do meio ambiente. Elas tiveram a oportunidade de plantar árvores frutíferas e nativas da nossa região, e aprenderam um pouco sobre as partes da planta, quais são os cuidados que devemos ter e a importância delas para a natureza e a nossa vida”, comentou Zelinda.

“A Colônia de Férias do Parque Lagoas do Norte está solidificada na nossa comunidade. Agora estamos criando o bosque da Colônia com árvores nativas nossas e temos o curso prático de defesa civil. Um ambiente aberto como esse requer uma atenção especial, e é importante que a comunidade tenha noção de primeiros socorros, como recorrer aos órgãos necessários, etc. Isso tudo é uma resposta positiva para as sementes que estamos plantando no Parque Lagoas do Norte, de preservação ambiental e cuidados”, concluiu o diretor do parque Jorgenei Moraes.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).