Voluntários participam da 8º colônia de férias do Parque Lagoas do Norte.

A comunidade da região de atuação do Parque Lagoas do Norte vem cada vez mais se envolvendo nas suas atividades. Prova disso é a constante participação voluntária nas atividades que acontecem no parque. Os voluntários doam seu trabalho profissional com o intuito de somar com as ações, sejam elas pontuais ou trabalhos a longo prazo. A colônia de férias, finalizada na sexta-feira (1º), foi um exemplo de participação.

Durante o evento, a participação voluntária foi essencial para que o todo o planejamento fosse executado da melhor forma. Vanessa Dantas, conhecida na comunidade como Samambaia, fala da sua relação com o Parque Lagoas do Norte.

“A minha relação já vem desde a infância, pois comecei muito cedo na capoeira, onde me deram o apelido de Samambaia. Por gostar da atividade que praticava comecei a me dedicar ao esporte. Quando o Parque foi inaugurado reuni um grupo de crianças e comecei a dar aula no anfiteatro. Sempre fui voluntária nas colônias de férias porque amo trabalhar com crianças e para mim é importante essa proximidade, pois tenho uma satisfação pessoal muito grande com essa relação”, disse.

Maysa Furtado é estudante de Relações Internacionais na Universidade Federal da Paraíba. Ao passar as férias em Teresina, soube da colônia de férias e resolveu ser voluntária durante o evento. “Eu estava em casa assistindo televisão e vi a propaganda da colônia. Como passo as férias em Teresina, resolvi participar para contribuir de alguma forma com o pessoal da região, pois sou daqui e vi o Parque ser construído. Participei de alguns momentos no Parque e agora é minha vez de retribuir para a sociedade, para ajudar as crianças nesse momento de alegria”, destacou a estudante.

O diretor do Parque avalia a importância dos voluntários. “Para nós os voluntários são de uma importância vital no desenvolvimento das ações do Parque Lagoas do Norte. Aquela pessoa que disponibiliza seu tempo e seu conhecimento em prol da população recebe todo o amparo necessário para se sentir acolhida, e assim, fazemos com todos que buscam ajudar. A participação acontece de maneira espontânea e essa espontaneidade se dá porque acreditam na seriedade do trabalho que desenvolvemos. Dessa forma, vamos estabelecendo uma relação sincera de cordialidade e de amizade que buscamos”, concluiu o diretor do Parque Lagoas do Norte, Jorgenei Moraes.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).