Secretário de Planejamento visita obras do Programa Lagoas do Norte

Obra de esgotamento sanitário na rua José Compasso, bairro São Joaquim

Obra de esgotamento sanitário na rua José Compasso, bairro São Joaquim

O secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim, realizou hoje (12) visita de acompanhamento às obras de drenagem, esgotamento sanitário, abastecimento de água, além de urbanização e requalificação da região da primeira fase do Programa Lagoas do Norte. Durante a visita, o secretário verificou o andamento da obra do sistema de esgoto da região do bairro São Joaquim, que está em fase de conclusão; a implantação das comportas nos canais São Joaquim e da Vila Padre Eduardo; e as ações de urbanização no entorno dos canais. “A Prefeitura de Teresina está realizando uma série de intervenções na região do Programa Lagoas do Norte. O sistema de esgotamento sanitário da região do São Joaquim, por exemplo, está em fase de conclusão e conta com cerca de 34 km de rede coletora, duas estações elevatórias e ligações domiciliares. É um investimento de quase R$ 14 milhões que terá um grande impacto na qualidade de vida e na saúde da população”, comentou Washington Bonfim. Na rua José Compasso, bairro São Joaquim, a Prefeitura finaliza a instalação da tubulação do sistema de esgoto. Para o senhor Francisco Chaves, a intervenção na via em que reside é o início de um grande benefício: “É claro que nesse momento, com as obras em frente à minha casa, nós precisamos nos reorganizar, já que os veículos ficam impedidos de trafegar. Mas isso não é um transtorno, é necessário para que tenhamos o benefício. Todo mundo sabe a importância de esgotamento sanitário para a saúde e para uma vida mais digna, porque deixaremos de conviver com o mau cheiro das lagoas. Para isso, é preciso passar a tubulação, cortar a rua. Então, o incômodo é passageiro, mas o benefício para a nossa vida e a de nossa família será para sempre”, declarou. A obra do sistema de esgotamento sanitário compreende, além da rede coletora, duas estações elevatórias, que recebem o esgoto das residências e o bombeiam para a Estação de Tratamento de Esgotos do Pirajá (ETE Pirajá).   Prevenção de enchentes

Construção da comporta do canal São Joaquim

Construção da comporta do canal São Joaquim

O secretário municipal de Planejamento e Coordenação verificou também o andamento da obra de instalação das comportas nos canais São Joaquim e da Vila Padre Eduardo, um investimento de cerca de R$ 3 milhões, que contempla também a instalação de uma comporta auxiliar ao sistema de bombeamento das águas. “A Prefeitura já concluiu a instalação de uma comporta bem próxima à estação de bombeamento, instalada para auxiliar o sistema de prevenção de inundações. Nos canais São Joaquim e da Vila Padre Eduardo, a construção de duas comportas está na fase final. Esse sistema é importante porque permite controlar a vazão das águas durante todo o ano, prevenindo alagamentos e danos ambientais. Além da instalação das comportas, a Prefeitura realizou também a requalificação e urbanização das margens dos canais São Joaquim e da Vila Padre Eduardo, tratando-os e melhorando a drenagem e a qualidade de vida da população. Esse investimento foi na ordem de R$ 22,5 milhões”, explicou Washington Bonfim. Dona Ana Maria da Silva reside na rua Presidente Lincoln há mais de 15 anos, numa residência bem próxima à margem do canal do São Joaquim. Para ela, a intervenção da Prefeitura modificou a paisagem da região e melhorou a autoestima dos moradores. “Antes, a lama nos impedia de fazer muitas coisas e nossas casas eram desvalorizadas. Agora, a margem do canal foi totalmente melhorada e nossas crianças podem sair, andar de bicicleta e brincar com segurança. É bom também ver que o pessoal da Prefeitura sempre está por aqui, vendo as obras e conversando com a gente, pra saber o que a gente pensa e quais são as nossas necessidades. Esse respeito é fundamental. A gente nem sabia que morava num lugar tão bonito. Quando a obra terminar, vamos ficar ainda mais felizes”, frisou dona Ana Maria da Silva. O secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim, terminou a visita na Estação Elevatória Boa Esperança, localizada na avenida Boa Esperança, onde a Prefeitura de Teresina instalou oito novas bombas, otimizando o sistema de bombeamento de águas das lagoas para o Rio Parnaíba, instalou uma grade de proteção no local de saída das águas da casa de bombas para o rio, e realizou a urbanização com construção de passeios, calçada e campo de futebol, totalizando um investimento de cerca de R$ 6 milhões.

Obra de urbanização do deságue da casa de bombas para o Rio Parnaíba

Obra de urbanização do deságue da casa de bombas para o Rio Parnaíba

Mercado do São Joaquim terá reforma iniciada em abril

Seguindo os investimentos em qualificação urbana no Projeto Lagoas do Norte, nesta quinta-feira, 12, foi apresentado o projeto do Mercado do São Joaquim, que já está em fase de licitação e com início das obras previsto para o mês de abril. O orçamento soma cerca de R$1,5 milhão, beneficiando os 46 permissionários e a população da região, que contará com um espaço mais limpo e confortável para as compras.

 

O projeto de reforma do espaço foi elaborado pela Prefeitura de Teresina em parceria com os permissionários, que deram sugestões de acordo com a necessidade de cada tipo de serviço oferecido. Com o novo espaço, antigas reclamações acerca do calor, disposição das lojas e condições de higiene serão extintas. “Vamos mudar a realidade de uma região com um espaço mais bonito e agradável, o que vai garantir um fluxo maior de visitantes e maior conforto para quem trabalha”, destaca Erick Amorim, coordenador do Programa Lagoas do Norte.

 

O Mercado do São Joaquim é um dos centros de comércio mais tradicionais da cidade, aberto em 1988 e atendendo grande parte da região Norte com atividades intensificadas principalmente aos finais de semana. No novo projeto, será feita a regularização do piso, troca da cobertura, criação de estacionamento conforme legislação, revestimento cerâmico nas paredes, reforma dos sanitários, construção de banheiro para cadeirantes, vestiário, novas lanchonetes e praça de alimentação, além de uma lixeira reformada e castelo d´água.

 

As lojas recebem um novo layout, com maior conforto para as bancas de frutas e verduras, novas lojas de cereais, açougues e peixarias reformados e equipados conforme ANVISA/GEVISA, nova administração/depósito, bem como a construção de área coberta para atender feirantes voláteis e inclusão de paisagismo.

 

A reforma está em processo de licitação e a previsão é que seja iniciada em abril. De acordo com o coordenador do Programa Lagoas do Norte, durante o período em que o espaço estiver ocupado pelas máquinas e pedreiros, os permissionários serão alocados para um galpão localizado a poucos metros do mercado. “Colocaremos sinalização indicando a localização do novo espaço e um acompanhamento para evitar que os vendedores não percam a sua clientela”, explica Erick.

 

A permissionária Francisca Cesária, que trabalha no mercado há 26 anos, está otimista com a nova cara que o espaço terá e não esconde a ansiedade de ver seu novo box e alavancar as vendas. “Vai melhorar. E vai melhorar tudo em todos os sentidos, na limpeza, no conforto e na beleza. Vai ficar tudo maravilhoso e não vejo a hora de começar”, destaca.

 

Inscrições para seleção de grafiteiros do Parque Lagoas do Norte terminam sexta-feira (13)

Terminam na próxima sexta-feira (13) a seleção de Artistas Visuais “Grafiteiros” que deverão realizar grafites artísticos em muros na área do Parque Lagoas do Norte. O edital da seleção está disponível no site da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN). AS inscrições são gratuitas e podem ser feitas na sede da Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV), localizada na Rua Anfrísio Lobão, nº 663, Bairro Jockey Clube, no horário das 08h às 13h, ou pelo e-mail: grafitelagoasdonorte@gmail.com.

De acordo com o edital, serão selecionados 20 artistas, totalizando 15 classificados e 05 cinco suplentes para o caso de desistência ou impossibilidade de contratação. Os artistas visuais (grafiteiros) realizarão grafites artísticos em muros de 05 a 15 metros de comprimento, localizados na área do Parque Lagoas do Norte, nas seguintes ruas: Rua Aristóteles, Rua Canindé; Rua David Aguiar, Rua José Compasso; Rua Maurício de Nassau e Rua Radialista Jim Borralho.

Cada participante deverá apresentar, no ato da Inscrição, além de projeto no tema da seleção, portfólio ou caderno com os referidos desenhos artísticos de sua autoria. O projeto de grafite artístico deve ilustrar um dos seguintes temas: cultura local, com ênfase nas atividades culturais das áreas do Parque Lagoas do Norte; cultura afro brasileira; preservação da paz e segurança; preservação do meio ambiente; e inserção social.

Confira o edital na íntegra: http://semplan.35.193.186.134.xip.io/wp-content/uploads/sites/39/2015/01/EDITAL-Grafiteiros.pdf

Prefeitura licita construção de avenida orçada em mais de R$ 29 milhões

A Prefeitura de Teresina realiza, no próximo dia 17 de março, licitação para construção da avenida Marginal Poti Sul, orçada em R$ 29.143.307,96.

De acordo com o projeto, a Marginal Poti Sul terá 2,9 km de extensão, desde a avenida Marechal Castelo Branco, na altura do CFAP, até a ponte da avenida Gil Martins.

“Licitaremos em março a primeira etapa da construção da avenida Marginal Poti Sul, com trajeto que vai da curva do CFAP, passa em frente ao Parque da Floresta Fóssil, segue por baixo da ponte Wall Ferraz, com quem se liga por meio das alças de acesso, e continua margeando o rio até a ponte da Gil Martins, dando acesso à avenida Gil Martins por meio das alças da ponte. Essa é uma obra de muita relevância, para a cidade, porque facilitará o tráfego de pessoas e veículos das zonas Sudeste e Sul para a zonas Norte e Leste de Teresina, com acesso rápido ao aeroporto e à Universidade Federal do Piauí, por exemplo”, explicou José João Braga, secretário executivo de Captação de Recursos e Monitoramento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN).

O projeto da avenida Marginal Poti Sul prevê a construção de três pistas veiculares em cada sentido, canteiro central, passeio lateral na beira rio, ciclovia com dois sentidos de tráfego, além de iluminação e acessibilidade.

“A Marginal Poti Sul obedece totalmente ao estabelecido na Lei de Acessibilidade e foi projetada para favorecer também a prática esportiva. A iluminação contemplará o canteiro central e o passeio lateral, que será totalmente urbanizado. Mais que uma nova avenida, projetada para dar maior fluidez ao tráfego de veículos, a Marginal Poti Sul será um novo espaço de convivência para a comunidade, que poderá fazer caminhada e praticar ciclismo em ambiente iluminado e seguro”, completou José João Braga.

O secretário executivo de Captação de Recursos e Monitoramento da SEMPLAN comentou ainda sobre a totalidade do traçado da nova avenida: “a licitação contempla a primeira etapa da avenida Marginal Poti Sul, que vai da curva do CFAP até a ponte da Gil Martins. O projeto prevê a continuação da avenida, que seguirá pela Estrada da Alegria até o Polo Empresarial Sul, dando acesso à BR 316, na saída para Picos”, encerrou.

Investimentos em obras de esgotos no Lagoas do Norte já somam R$ 14 milhões

Visando a melhoria na qualidade de vida de milhares de famílias teresinenses, a Prefeitura de Teresina, por meio do Programa Lagoas do Norte, está em fase de conclusão do sistema de esgoto da região do São Joaquim, que conta com cerca de 34km de rede coletora, duas estações elevatórias e as ligações domiciliares. Os investimentos somam cerca de R$14 milhões.

De acordo com o coordenador do Programa Lagoas do Norte, Erick Amorim, a obra é uma das etapas importantes do programa, pois vai corrigir um velho problema na região e garantir mais saúde para a população. “Dados da Organização Mundial de Saúde de 2014 indicam que a cada U$ 1 dolar investido em saneamento básico, economizam-se U$ 4 em saúde e a população vai sentir esse investimento futuramente. É uma obra que causa um pequeno transtorno para os moradores, fica escondida, mas que traz resultados incríveis para a saúde, além de contribuir para melhoria das questões ambientais”, destaca.

A obra do sistema de esgotos recebe um investimento de cerca de R$ 14 milhões por meio do Programa Lagoas do Norte e, além da rede coletora, conta ainda com duas estações elevatórias, que recebem o esgoto das residências e bombeiam para a Estação de Tratamento de Esgotos do Pirajá.

O engenheiro da Semplan – Secretaria de Planejamento e Coordenação-, Tarcysio Ferreira, explica que a rede deverá receber cerca de 7.500 ligações domiciliares [do esgoto das casas para a rede coletora], sendo que boa parte dessas ligações será feita pela Prefeitura, atendendo famílias de baixa renda. “Alguns moradores já fizeram essas ligações e isso ainda não pode ser feito, pois a rede ainda não foi lançada e o sistema [de esgoto] ainda não está funcionando. Por isso, solicitamos aos moradores que forem fazer a ligação que aguardem a autorização da Prefeitura”, alerta.

O engenheiro explica ainda que, além da melhoria nos índices de saúde, a obra trará um grande benefício para o meio ambiente e para o turismo, tendo em vista que as lagoas deixarão de receber esgoto das residências, tornando o lugar mais limpo.

CEU do Portal da Alegria mantém ritmo de atividades e terá semana voltada para o Carnaval

Depois de um mês de janeiro muito agitado, com uma programação intensa para a comunidade, o CEU – Centro de Artes e Esportes Unificado- do Portal da Alegria mantém uma rotina de atividades durante todo o mês de fevereiro em clima de carnaval com arte, dança e festa.

 

Inaugurado no final de 2014, o Centro é mantido pela Prefeitura de Teresina através de gestão compartilhada com a comunidade e integra num mesmo espaço físico, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio-assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, de modo a promover a cidadania.

 

O espaço reúne todos os dias dezenas de pessoas para as mais diversas atividades, sejam elas relacionadas ao esporte, cultura, educação ou a assistência social. De acordo com Debora Ferraz, gerente de planejamento da Semplan, durante o mês de janeiro, com as férias escolares, foram realizadas várias atividades com as crianças, além de ações esportivas e palestras. “Sentimos que o espaço realmente está sendo ocupado pelos moradores e se tornando referência na região para as mais diversas atividades”, destaca.

 

Para o mês de fevereiro, o CEU terá uma programação recheada de cores e alegria. Na quinta-feira, das 14 às 17h, será realizada uma Oficina para confecção de máscaras carnavalescas. Na sexta-feira, o Cineteatro recebe uma aula de Biodança das 8h30 às 10h30 e as 17h uma palestra informativa sobre diabetes. No final da tarde, a quadra coberta recebe uma matinê de carnaval.

Lagoas do Norte realiza inscrições para curso de gestão em negócios até dia 13

A Unidade de Projeto Socioambiental (UPS) do Programa Lagoas do Norte realiza, até a próxima sexta-feira (13), inscrições para capacitação em gestão de negócios. Para se inscrever, os interessados devem comparecer à sede da UPS, no horário de 8h às 13h30, munidos de documento de identificação (RG e/ou CPF). As inscrições são gratuitas e abertas a toda a comunidade.

O curso Gestão em Negócios possui carga horária de 40h, com aulas presenciais três vezes por semana, em turmas nos turnos tarde e noite.

“A capacitação é voltada para trabalhadores dos diversos ramos comerciais empreendidos na região do Programa Lagoas do Norte. O objetivo é oportunizar qualificação profissional, inovando as técnicas de comercialização e capacitando os empreendedores para atendimento às demandas do mercado local e acompanhamento das tendências do mercado consumidor. Serão formadas quatro turmas com 25 alunos cada, totalizando uma oferta de 100 vagas. As aulas acontecerão nos turnos tarde e noite, em dias alternados, para que os interessados possam escolher a turma que melhor atende à sua disponibilidade de tempo”, explicou Aline Teixeira, assistente social da Unidade de Projeto Socioambiental (UPS) do Programa Lagoas do Norte.

O conteúdo programático do curso Gestão em Negócios contempla técnicas de vendas e atendimento ao cliente, motivação, marketing, competitividade, ética solidária e comunicação, entre outros temas.

Mais informações:
Unidade de Projeto Socioambiental (UPS) do Programa Lagoas do Norte
Rua 02, n° 283 – Bairro Matadouro, próximo ao 9º Batalhão, localizado na avenida Boa Esperança
Telefone: 3216-5075

Prefeitura investe cerca de R$ 3 milhões no controle das cheias na região do Lagoas do Norte

A Prefeitura de Teresina finaliza, até o final de março, a instalação de duas comportas com mecanismos de controle das águas da região do Programa Lagoas do Norte. O investimento, de cerca de R$ 3 milhões, contempla também a instalação de uma comporta auxiliar ao sistema de bombeamento das águas e a urbanização e requalificação dos canais pluviais.

 

De acordo com o engenheiro da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), Tarcysio Ferreira, a obra objetiva controlar a vazão das águas pluviais, a fim de manter o nível das lagoas durante todo o ano.

 

“O controle da drenagem é que evita as enchentes. A Prefeitura já concluiu a instalação de uma comporta bem próxima à estação de bombeamento, instalada para auxiliar o sistema de prevenção de inundações. Está na fase final a construção de outras duas comportas, que possibilitarão o controle da vazão das águas no período chuvoso, de forma a prevenir alagamentos; e, no período seco, manterão o nível das lagoas, evitando danos ambientais”, explicou Tarcysio Ferreira.

 

Além da instalação das comportas, a Prefeitura realizou também a requalificação e urbanização das margens dos canais São Joaquim e da Vila Padre Eduardo: “os canais foram completamente tratados, melhorando a drenagem da região, de forma a evitar as enchentes. Foi feita ainda a urbanização do entorno dos canais, melhorando a qualidade de vida dos moradores”, ressaltou o engenheiro.

 

Para o senhor José da Cruz, que mora há mais de 10 anos bem próximo ao canal São Joaquim, a instalação das comportas representa tranquilidade e segurança: “Antes das obras do Lagoas do Norte, as condições aqui eram horríveis. Não havia calçamento e, quando chovia, a gente vivia entre a lama e o medo do canal transbordar, porque era muito estreito. Como não tinha segurança, aconteciam muitos acidentes e nossas crianças não podiam brincar fora de casa, porque a gente tinha muito medo de elas caírem. Agora está muito diferente: o canal está largo, existem grades de proteção, e as comportas não permitirão que nossas casas sejam alagadas. As ruas foram calçadas e iluminadas e já não convivemos com a lama. Nossas casas estão muito mais valorizadas e agora a gente se sente mais feliz em morar aqui. É outra vida”, encerrou.

 

Parque Lagoas do Norte realiza hoje (06) Arrastão da Folia

O Parque Lagoas do Norte realiza hoje (06) o Arrastão da Folia, com animação do grupo Coisa de Nego e trio elétrico. A concentração será às 17h, em frente ao mercado do bairro São Joaquim.

O objetivo da programação é integrar a comunidade do entorno do Parque e de toda a zona Norte da cidade numa atividade festiva e característica da cultura brasileira.

O pré-carnaval do Parque Lagoas do Norte percorrerá as ruas Rui Barbosa e Minas Gerais e seguirá pela avenida Boa Esperança, até o Parque. A programação se estenderá até as 21h.

PMT realiza reassentamento de famílias de região alagadiça do Lagoas do Norte

A Prefeitura de Teresina iniciou o reassentamento programado de famílias residentes em áreas alagadiças que compreendem a fase 2 do Programa Lagoas do Norte. Cerca de 70 famílias serão remanejadas para os residenciais Portal da Alegria VI e Edgar Gayoso.

“Acompanhamos as famílias de toda a área do Programa Lagoas do Norte e – para o reassentamento – avaliamos individualmente cada situação. Antes de serem reassentadas, as famílias conhecem os residenciais e conversam conosco, de forma a solucionar todas as dúvidas. Fazemos também todo o acompanhamento no processo de mudança, auxiliando na integração dos novos moradores à comunidade”, ressalta Josileide Carvalho, assistente social do Lagoas do Norte.

A técnica em enfermagem Maria da Conceição Sousa foi uma das contempladas com o reassentamento programado e optou por um apartamento no residencial Portal da Alegria VI, onde passou a morar hoje (03), com os dois filhos.

“Eu morava numa casa de taipa, muito frágil. Vivia tensa e já tinha até protegido algumas paredes com plásticos, para evitar que molhasse. A casa não tinha quartos, nem cozinha, era apenas um vão. Mas o pior era mesmo a falta de estrutura em que vivíamos: a rua não tem pavimentação, há sempre muita lama; além disso, não tinha saneamento. Água e luz, só com gambiarras. Quando fui visitar o residencial, foi como realizar um sonho. Um apartamento novo, com piso em cerâmica, dois quartos, banheiro, sala, cozinha e área de serviço. É mais do que uma nova casa: é uma nova vida, com melhores condições de higiene e saúde, carro de lixo passando na porta. E com mais segurança! Meus filhos antes ficavam trancados em casa, e agora poderão brincar e fazer amizades, porque o condomínio é fechado”, destacou Maria da Conceição Sousa.

A técnica em enfermagem falou ainda sobre a vantagem financeira da mudança: “Não paguei nada. Troquei uma casa de taipa em localização e condições precárias por um imóvel com toda a estrutura, em condomínio fechado. Financeiramente, saí ganhando, porque se vendesse a minha casa, estaria muito longe de comprar um apartamento como o que recebi. As assistentes sociais do Lagoas do Norte me ajudaram inclusive a realizar a matrícula dos meus filhos numa escola municipal perto da minha casa. Isso faz a gente se sentir valorizada, respeitada. Estou muito feliz”, frisou Maria da Conceição Sousa.

Para o coordenador do Programa Lagoas do Norte, Erick Amorim, o foco é a melhoria da qualidade de vida da população: “Em diálogo constante com a comunidade, estamos reassentando famílias originárias de áreas de risco, alagadiças, para locais seguros e com toda a infraestrutura, retirando-as de um quadro de vulnerabilidade social. Antes do reassentamento, as famílias visitam os residenciais e percebem os benefícios que estamos propondo. Os imóveis são novos, bem construídos, em locais com acesso facilitado e equipamentos públicos, como transporte coletivo, segurança, escolas, centro esportivo, e atendimento à saúde”.