SEMPLAN – Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação
Teresina, 25 de Julho de 2017

Comunicação e Violência

 

A Prefeitura de Teresina realizou no dia 29/06/2015 o seminário O Papel da mídia no fortalecimento da segurança cidadã em Teresina, com a participação do epidemiologista e consultor do Banco Mundial, Andres Villaveces. O seminário foi voltado a jornalistas e teve como objetivo discutir o papel dos veículos de comunicação em estratégias de redução da violência.

 

“No  mundo  inteiro, um quarto das mortes são por violência: seja suicídio, homicídio ou guerras. Mas é fundamental dizer que as guerras matam menos que o suicídio e o homicídio. Importante também refletir sobre o contexto da violência e perceber que formas diferentes se previnem de maneira diferente. Não há como usar o mesmo modelo de prevenção para homicídios e para furtos em residências, por exemplo. As ocorrências de violência são frequentes no noticiário e é importante que sejam noticiadas, mas a forma como se noticia pode auxiliar muito na redução do número de casos. Há exemplos mundiais em que a mídia teve papel preponderante no enfrentamento da violência e é isso que queremos começar a construir em Teresina”, destacou Andres Villaveces.

 

O epidemiologista enfatizou que em cidades com altos índices de suicídio, como a capital piauiense, o tema deve ser abordado pela imprensa como de fato é: um problema de saúde pública: “Abordar o suicídio como um problema de saúde metal ajuda a colocá-lo onde deve estar, no foco das políticas de saúde. A imprensa deve ainda focar nos serviços disponíveis para prevenção ao suicídio e em como a família e a comunidade podem identificar pessoas com sintomas de depressão e com perfil que pode levar ao suicídio. Essa abordagem ajuda a reduzir os casos e chama a atenção da sociedade para a sua responsabilidade no enfrentamento à questão”, completou Andres Villaveces.

 

Vocação cidadã

 

Para o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim, uma das principais preocupações da administração municipal é a violência que nasce no seio da juventude e está ligada ao tráfico de drogas e à falta de oportunidades.

 

“A Prefeitura de Teresina está elaborando Plano Municipal de Enfrentamento à Violência e constituiu grupo de trabalho para a formação da Guarda Municipal, que nascerá com uma vocação mais comunitária. Por seu turno, a Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV) e a Coordenadoria Municipal de Políticas para as Mulheres têm desenvolvido programas, a partir da consultoria do Banco Mundial, para a prevenção e o enfrentamento à violência juvenil e à violência contra mulheres, respectivamente. Os veículos de comunicação, por seu alcance, podem nos auxiliar muito para reduzir os danos causados pela violência na nossa capital”, frisou Washington Bonfim.

 

O coordenador do grupo de trabalho de formação da Guarda Municipal, delegado Samuel Silveira, ressaltou a importância de discutir com diversos setores da sociedade o e3nfrentamento à violência: “O poder público, sozinho, não tem a capacidade de prevenir, enfrentar e coibir os diversos tipos de violência. É necessária a participação social. Por isso estamos trabalhando a criação da Guarda Municipal em diálogo permanente com as lideranças comunitárias, as instituições e a imprensa. Todos, juntos, conseguiremos enfrentar a violência e tornar Teresina uma cidade mais pacata”, declarou.

 

O seminário O Papel da mídia no fortalecimento da segurança cidadã em Teresina foi uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) e do Programa Lagoas do Norte.

 

Para baixar a apresentação Clique Aqui