Parque Lagoas do Norte terá programação especial de Dia das Crianças

A Programação Especial de Dia das Crianças do Parque Lagoas do Norte acontece nos dias 9, 10, 11 e 12 deste mês e foi preparada para oferecer conhecimento e diversão para a garotada das comunidades próximas ao Parque. Jogos, dança, teatro, pinturas de rosto e outras ações sociais serão realizadas durante o evento, que também terá ações voltadas para a educação e a saúde ambiental.

No dia 09 a programação tem início às 8h, com o Teatro de Bonecos no CMEI Apolônia de Carvalho. Às 9h e às 16h acontecem no Teatro do Boi as sessões do espetáculo Cirandá, encenado pelo Balé da Cidade. No dia 10 o Grupo Biboca leva ao Teatro do Boi duas sessões do espetáculo Aventuras do Jeca Valentão. A primeira sessão acontece às 9h e a segunda às 16h.

Já no dia 11 o CMEI Tia Jane organiza uma manhã de sol no Clube do Servidor Municipal a partir das 8h. No mesmo horário, nos CMEIs Tia Mônica e Padre Eduardo, acontecem diversas brincadeiras infantis. E às 17h, no CMEI Helena Medeiros, acontece o Clube da Pipoca, uma sessão de cinema promovida em parceria com a TV Clube.

No dia 12, data em que é comemorado o Dia das Crianças e também o de Nossa Senhora Aparecida, o Lions Club leva ao canal do São Joaquim o projeto Ação, Saúde e Cidadania. Jogos, danças, ações de saúde, corte de cabelo, pintura de rosto, maquiagem, pintura de unha e muitas brincadeiras serão realizados a partir das 16h.

A programação especial de Dias das Crianças do Parque Lagoas do Norte é tradição para a população nas comunidades em volta, um evento que oferece lazer, mas também conscientização e serviços para os moradores.

“Nessa época sempre perguntam quando acontece a Semana da Criança do Parque Lagoas do Norte. Nós formatamos o evento este ano para promover cidadania para as crianças e para todos os presentes. Esperamos que crianças, pais e amigos das comunidades próximas compareçam para mais um sucesso que vai ser esse evento”, destaca Jorgenei Moraes, diretor do Parque Lagoas do Norte.

 

 

Equipe do Colab divulga aplicativo no bairro Vale Quem Tem

Na manhã deste sábado (29) a equipe de monitoramento do Colab da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) esteve na Praça Sigefredo Pacheco, no bairro Vale Quem Tem, participando de mais uma edição do Teresina em Ação levando para a comunidade informações sobre o uso do aplicativo Colab.

O Colab é um aplicativo utilizado pela população para comunicar a gestão pública sobre os problemas do seu bairro. O aplicativo funciona como uma ponte entre o cidadão e a Prefeitura, onde o cidadão colabora mandando informações com fotos de problemas como buracos nas vias e residências abandonadas, dentre outras demandas, que são avaliadas pela Ouvidoria da Prefeitura e encaminhadas para os órgãos responsáveis.

Janaína Silva esteve presente no Teresina em ação. Na oportunidade, conheceu o Colab e disse que começará a fazer uso do aplicativo. “É muito importante oferecer a população ferramentas que facilite a vida das pessoas. Descobri que com o Colab posso resolver os problemas do meu bairro de forma mais rápida e efetiva”, afirmou.

“A participação no Teresina em ação no Vila Maria faz parte do projeto de divulgação do Colab. Hoje tivemos uma grande quantidade de atendimentos. Essa ação é importante porque leva ao conhecimento da comunidade a utilidade do aplicativo quanto à sua participação na melhoria da qualidade e eficiência na prestação dos serviços públicos municipais”, concluiu Dayanna Kraieski, gestora do Colab na Semplan.

O Colab é uma aplicativo gratuito e tem download disponível para celulares Android e IOS.

Semplan busca estimular uso do Colab pela população do Vale Quem Tem

No próximo sábado (29), a Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), estará no Teresina em Ação, no bairro Vale Quem Tem, zona Leste da capital. A equipe do Colab em parceria com a Ouvidoria de Teresina, levarão explicações a população de como utilizar o aplicativo Colab, com o objetivo de expandir o uso da plataforma na região. O aplicativo está disponível para celulares Android e Iphone e o download é gratuito.

O Colab é uma ferramenta utilizada pela população para informar os problemas do seu bairro ao poder público, criando uma ponte entre o cidadão e a prefeitura, de forma que o cidadão possa colaborar mandando informações com fotos de problemas como buraco nas vias, imóveis abandonados, postes de iluminação com defeito, entre outras coisas que são recebidas pela ouvidoria da prefeitura, e ao serem avaliadas, são encaminhadas para os órgãos responsáveis.

“A participação do Colab, amanhã, no Teresina em Ação no Vila Maria é importante, porque a região apresenta baixa participação no Colab e acreditamos que se deve ao desconhecimento do aplicativo. Então, a divulgação da plataforma vai ser relevante para que a população conheça, baixe e possa ajudar a prefeitura a melhorar os serviços prestados à população”, ressalta Dayanna Kraieski, gestora do Colab na Semplan.

O Teresina em Ação é uma parceria entre a Prefeitura de Teresina e a TV Clube que presta serviços à população de diversos bairros uma vez ao mês. Nesta edição, o evento acontece a partir das 8 h, na praça Sigefredo Pacheco (ao lado da igreja), localizada no bairro Vale Quem Tem, zona Leste da capital.

Empréstimo de US$ 45,98 milhões gera onda de investimentos em Teresina

A prefeitura de Teresina dará início a uma nova fase de investimentos na capital piauiense após assinatura de contrato de empréstimo com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), em Brasília. Com um valor firmado em US$ 45,98 milhões, o empréstimo será utilizado na execução de diversas obras na cidade.

A solenidade de assinatura do documento, que faz parte do Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado – Teresina Sustentável, ocorreu hoje na sede do CAF, em Brasília, e contou com a presença diretor-representante do banco, Jaime Holguín, e do prefeito Firmino Filho.

A respeito da aplicação dos investimentos, Firmino Filho destaca a execução de obras no Centro de Teresina, como a segunda fase de revitalização do Mercado Central São José, melhorias das calçadas e ciclovias, promovendo assim o desenvolvimento econômico, social e ambiental da cidade, mediante as intervenções de mobilidade urbana, requalificação urbano-ambiental e aprimoramento da gestão municipal.

“Esse empréstimo vai nos permitir realizar a maior onda de investimentos em Teresina. Teremos no Centro, por exemplo, intervenções importantíssimas, como a reforma de todo o Mercado Central, onde já foi requalificada a parte histórica. Também no Centro, teremos investimentos significativos em termos de requalificação do espaço urbano, como calçadas e ciclovias”, diz.

Outras obras importantes realizadas são: a construção de 8 km da Via Marginal Sul; a conclusão da segunda fase de requalificação da Vila da Paz e a expansão de aproximadamente 30% da cobertura vegetal de áreas públicas do município.

O resgate do patrimônio histórico também faz parte do projeto, uma vez que o Parque da Floresta Fóssil será recuperado e contará com a construção de um museu de paleontologia. Em termos de gestão, o Programa contará com a elaboração do Plano Diretor de Arborização Plano de Mobilidade Sustentável, além de supervisão técnica, ambiental e social de obras e auditoria externa, além de análises para potenciais concessões e parcerias público-privadas.

Na ocasião, Jaime Holguín declarou que “esse programa segue o modelo de ações integradas para o desenvolvimento local com impactos para toda a população, o que se constitui hoje uma das mais eficientes abordagens de iniciativa para melhoria de condições de vida nas cidades”.

Quadras poliesportivas na Avenida Boa Esperança devem ficar prontas em dezembro

Duas quadras poliesportivas localizadas na Avenida Boa Esperança, próximas ao Parque Lagoas do Norte, estão em ritmo acelerado de obras. Cobertura e iluminação estão sendo preparadas e possuem previsão de entrega para o mês de dezembro.

A obra teve o investimento de R$ 712,689,06. O financiamento é feito pelo Programa de Aceleração e Crescimento (PAC) e Prefeitura Municipal de Teresina. Os recursos são repassados pelo Ministério das Cidades por meio da Caixa Econômica Federal e Tesouro Municipal de Teresina.

“É uma obra bastante esperada. Ao final acabaremos com os problemas causados pelo sol durante o dia e pela falta de iluminação a noite, porque teremos as quadras cobertas e com refletores. Estamos muito contentes com a realização da obra porque melhoraremos as práticas esportivas e culturais da comunidade”, concluiu Jorgenei Moares, diretor do Parque Lagoas do Norte.

Prefeitura busca simplificar entendimento do Plano Diretor

A equipe da secretaria executiva de planejamento urbano da SEMPLAN reuniu-se esta semana com a empresa de consultoria contratada para auxiliar na revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT). Na ocasião, foram pensadas formas de simplificar a visualização das estratégias apresentadas na minuta de lei, tornando as principais diretrizes do PDOT mais compreensíveis para a sociedade.

O principal eixo de trabalho desta semana girou em torno de simplificar a visualização da estratégia adotada pelo PDOT, que visa adensar a população nas áreas mais centrais da cidade e perto dos corredores de ônibus. Várias regras que estão previstas para serem implementadas e estavam antes expostas em diferentes mapas, como macrozoneamento da cidade, zoneamento e índices construtivos, foram simplificados em um só.

“A consultoria veio para a gente afinar algumas ferramentas que a gente tem dentro do Plano Diretor, no caso o entendimento da nossa estratégia. A ideia é fazer com que os mapas sejam mais compreensíveis, com todos os índices mais condensados e sejam mais fáceis de serem visualizados. É mais fácil na hora da aprovação dos empreendimentos e para tentar uniformizar a estratégia que a gente quer com o zoneamento”, explica a secretária executiva de planejamento urbano, Jhamille Almeida.

“A gente lançou a primeira minuta e após isso teve uma série de eventos para dialogar com as pessoas a fim de entender como elas receberam essa minuta, as dificuldades que elas viram, quais foram as críticas, etc. A partir dessa reflexão a gente está ajustando a forma de apresentação das ideias. Está mantida toda a estratégia original do PDOT, mas está mudando a forma de que é apresentada na minuta de lei para ficar de uma forma que seja de compreensão mais fácil pela sociedade, pelos arquitetos, engenheiros e moradores de Teresina em geral”, completa Cláudia Damásio, representante da consultoria.

A SEMPLAN está recebendo sugestões de alterações no Plano Diretor até o próximo dia 30. Depois, em até dez dias, será divulgado um relatório com as sugestões aceitas e negadas e o motivo para cada uma destas decisões. Após isso, será elaborada a nova minuta de lei, que será levada para audiência pública.

Teresina reduz mais de R$ 50 milhões em gastos em três anos com Programa Gestão Cidadã

O programa Gestão Cidadã foi uma parceria iniciada em 2016 pela Prefeitura Municipal de Teresina com o grupo Comunitas, organização civil que atua em conjunto com a prefeitura neste e em outros projetos, e que já resultou em mais de R$ 50 milhões economizados nos primeiros anos de funcionamento.

O programa identificou, com auxílio de uma consultoria privada, oportunidades de ganho que a prefeitura poderia fazer nas suas despesas de custeio. A metodologia proposta pela consultoria foi internalizada e tem sua continuidade desenvolvida pelos técnicos da gestão municipal.

O Gestão Cidadã está atualmente no seu terceiro ciclo. No ciclo 1 e 2, nos anos de 2016 e 2017 respectivamente, aconteceram reduções importantes no custeio, com o acumulado ultrapassando os R$ 50 milhões. No ciclo três, neste ano de 2018, os resultados comprovam a consolidação dos ganhos anteriores. Estão sendo efetuadas 160 ações de redução de despesas em 28 órgãos, com meta de redução de 21 milhões de reais.

Das ações em andamento, destacam-se algumas como a alteração no modelo de locomoção de servidores, substituindo veículos locados por uso de taxi, e a implantação de redutores de vazão de torneiras nas escolas municipais. Também foi feita a troca de luminárias de vapor de sódio por LED na iluminação pública, em avenidas como a Barão de Gurguéia, Miguel Rosa e Maranhão, onde a expectativa de economia é de 57% (de R$ 54,3 mil/mês para R$ 23,2 mil/mês). O Diesel foi substituído por GLP na Usina de Asfalto, e Implantação do Sistema SIGADOC do Tribunal Regional Federal da 2ª região (TRF2), visando economizar papel e reorganizar os processos internos da prefeitura.

“O programa é um sucesso. Temos reduções importantes na parte dos terceirizados, locação de imóveis, consumo de água, serviços de tecnologia, dentre outros que reduziram os gastos nos últimos três anos. Nós monitoramos mensalmente as despesas de custeio, onde o monitoramento é repassado para os gestores, que podem ter visão de onde economizar e cortar gastos. Continuaremos o monitoramento até o final do ano e vamos iniciar o planejamento do ciclo 4 do próximo ano”, destacou Eduardo Speeden, coordenador de orçamento da Semplan.

Teresina é a quinta cidade do Nordeste a conquistar o selo + Turismo

Teresina está certificada com o Selo + Turismo, que reconhece as políticas da capital piauiense na área e possibilita a captação de recursos através do Programa de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo (Prodetur + Turismo). A capital é apenas a quinta cidade do Nordeste a receber a certificação e agora se prepara para conseguir R$ 25 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para requalificação de áreas turísticas.

A solenidade de entrega do selo aconteceu na última segunda-feira, na sede do Ministério do Turismo, em Brasília, e contou com a presença do secretário nacional substituto de Estruturação do Turismo, Paulo Roberto André, do prefeito Firmino Filho e do secretário municipal de planejamento e coordenação, José João Braga.

Para conseguir o selo, Teresina teve que atender a certos critérios, como possuir um plano de desenvolvimento do turismo, um conselho municipal da área e uma proposta em acordo com as políticas nacionais. “Teresina atendeu aos requisitos para receber o Selo Oficial +Turismo. O projeto vai trazer mais qualidade ao turismo da capital e dar novo impulso ao desenvolvimento do setor no estado”, disse o secretário Paulo André.

Com a certificação do selo, Teresina está apta a captar recursos através do Prodetur + Turismo e agora trabalha para liberar R$ 25 milhões da linha de crédito junto ao BNDES. O dinheiro será investido na Orla do Rio Parnaíba, na Avenida Maranhão, requalificação de áreas do centro da cidade, como a Praça da Bandeira e a Praça Pedro II, e estruturação do Polo de Saúde, área que é um ponto de turismo de negócios.

Para o prefeito Firmino Filho, a linha de crédito vai fortalecer a infraestrutura turística da capital piauiense. “Teresina tem uma vocação para a prestação de serviços em setores específicos, como a saúde e o comércio. A priorização que o ministério dá à nossa cidade é um incentivo para investirmos em turismo e consequentemente recebermos melhor nossos visitantes”, garantiu.

“Esse selo facilita novas negociações de recursos na área do turismo. Nós pretendemos negociar este recurso com o BNDES para fortalecimento do turismo de negócios e qualificação do centro histórico e comercial da capital”, completou o secretário José João Braga.

Este é o quinto selo emitido pela Pasta a municípios do Nordeste, logo após João Pessoa (PB), Natal e Tibau do Sul (RN) e Caucaia (CE).

 

PMT abre período de recebimento de propostas para obras do Lagoas do Norte

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação – SEMPLAN, abriu o período de recebimento de propostas para a execução das obras de requalificação urbana e ambiental parcial da Lagoa dos Oleiros. A Lagoa fica no trecho entre a Rua Raimundo Pereira Sampaio e a Rua Roland Jacob.

As obras serão realizadas por meio do Programa Lagoas do Norte. A documentação completa relativa à licitação está disponível no site da SEMPLAN: http://semplan.teresina.pi.gov.br/lagoas-do-norte-licitacao-2018/, podendo também ser retirada diretamente na Unidade Gerenciadora do Programa Lagoas do Norte, localizada à Rua Pernambuco, 1446, Bairro Vila Operária, Teresina-PI, CEP nº 64.003-267.

“O edital está disponível e as empresas interessadas em participar do processo licitatório devem entregar suas propostas até as 9h do dia 25 de outubro, quando serão abertas tais propostas, na presença dos interessados que desejarem assistir. A equipe do Programa Lagoas do Norte, através da Comissão Especial de Licitações – CEL, está disponível para dirimir possíveis dúvidas dos concorrentes. É importante estar atento às regras do processo e aos prazos”, esclarece Marcio Sampaio, diretor do Programa Lagoas do Norte.

O diretor ressalta que a obra de requalificação urbana e ambiental contempla uma área de 50 mil m². “Vamos recuperar as áreas verdes, melhorar a rua já existente, realizar a melhoria no sistema de iluminação pública e de algumas habitações do entorno, além de construir área de convivência comunitária com quiosque, banheiros, 1,5 km de ciclovia em concreto pigmentado, 14 mil m² de passeio para caminhada, playground, academia e pista de skate. A comunidade terá mais qualidade de vida, num espaço ambientalmente recuperado e com equipamentos que favorecem a integração e o fortalecimentos dos vínculos”, destaca Marcio Sampaio.

Equipe do Ministério das Cidades visita obras de mobilidade urbana em Teresina

Representantes do Ministério da Cidades foram apresentados hoje (25), durante visita oficial a Teresina, ao Plano de Mobilidade Urbana do Município. A equipe acompanhou as principais obras concluídas e em andamento na capital piauiense, como os terminais de integração, novas avenidas, pontes e corredores de ônibus que têm melhorado o tráfego de veículos próprios e do transporte público nos últimos anos.

A visita começou ainda no Palácio da Cidade, onde o secretário nacional de Mobilidade Urbana, Inácio Bento Júnior, acompanhado dos diretores Ricardo Caiado, do Departamento de Mobilidade Urbana, e Cléver Ubiratan, do Departamento de Planejamento e Informações da Secretaria de Mobilidade, assistiram a uma apresentação sobre o Plano Diretor de Mobilidade Urbana. Além dos representantes do Ministério, participaram da reunião o prefeito Firmino Filho, o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, José João Braga, o superintendente da Strans, Carlos Daniel Júnior, e o secretário executivo de Captação de Recursos e Monitoramento, Ítalo Portela.

Créditos: Rômulo Piauilino

Os técnicos do Ministério conheceram as principais obras de mobilidade executadas na cidade, como os oito terminais de integração, dos quais seis estão concluídos e dois têm previsão de conclusão até o fim do ano. Outras intervenções também foram destacadas, como a Ponte Anselmo Dias, a Avenida Padre Humberto Pietro Grande, a duplicação da Avenida Rio Poty e as faixas exclusivas e corredores de ônibus. Também foram exibidas obras que ainda estão em andamento ou em fase de projeto, como a Avenida Ulisses Marques, a nova ponte sobre o Rio Poty, a Ponte da UFPI e o viaduto da Avenida Barão de Gurgueia.

“O Plano de Mobilidade Urbana tem sido implementado através da parceria com o governo federal e o Ministério das Cidades. Para nós é muito importante essa visita técnica, onde os representantes podem ver tanto as obras concluídas como as que estão em andamento”, disse o prefeito Firmino Filho.

Depois da apresentação, os representantes do Ministério e a equipe da Prefeitura fizeram um tour por essas obras. “Hoje temos aproximadamente 70% do previsto no Plano Diretor de Mobilidade Urbana concluído e temos essas outras obras que estão em andamento. A equipe do Ministério veio visitar essas obras que estão feitas e também em execução e confirmar o andamento dela dentro dos padrões”, afirmou o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, José João Braga.

Créditos: Rômulo Piauilino

“O Ministério das Cidades é o formulador das políticas e apoiador dos empreendimentos na área de Mobilidade Urbana, e o município de Teresina tem sido muito eficiente na aplicação dos recursos nessa área. A ideia dessa visita é estreitar esse relacionamento, com o Ministério chegando mais perto do município, que é quem de fato sabe das suas demandas e executa as ações de mobilidade”, finalizou Inácio Bento Júnior.