Comemorações do aniversário do Parque Lagoas do Norte se iniciam nesta quinta

O parque Lagoas do Norte comemora seis anos no próximo dia 28, mas as comemorações começam antecipadamente nesta quinta-feira (14), na Praça dos Orixás a partir das 18h, com uma grande festa junina buscando disponibilizar cultura e Lazer para as comunidades da região próxima ao parque.

Na programação da festa estão previstas diversas apresentações artístico-culturais voltadas para as festas típicas do mês de junho. Será momento de aproximação da comunidade com o parque, sem perder as tradições típicas da região nordeste neste período.

A animação fica por conta da apresentação de quadrilhas, grupos de dança de zumba, boi caprichoso, dança das Lavadeiras, Mulher Rendeira, Hip Hop e maculelê. O encerramento fica por conta do melhor do forró pé de serra.

“Fizemos essa programação buscando realizar uma grande festança, na qual contemplamos todas as famílias atendidas das comunidades em parceria com o Lagoas do Norte, integrando os mais variados grupos artríticos dos diversos parceiros, em um espaço festivo e integrativo”, destaca Jorginei Morais, diretor do Parque Lagoas do Norte.

Festa acontece na Praça dos Orixás

Projeto de capoeira do Parque Lagoas do Norte viaja para competição em Mossoró

Alunos da escola de capoeira Naginga partem nesta quinta-feira (14) para a II Edição do Encontro Nordeste de Capoeira, que será realizado de 14 a 17 de junho na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Os atletas treinam no Parque Lagoas do Norte, como parte de um projeto que leva o esporte para os jovens das comunidades da região.

O projeto é comandado pelo Mestre Neném, que levará três alunos, conhecidos como Pantera, Pitbull e Garrote. Além deles, outros 45 atletas capoeiristas de vários municípios do Piauí estarão presentes. Durante o encontro, os participantes receberão cursos, palestras, aulas práticas e atividades de capacitação referente à graduação de cada participante.

“Estamos com pensamento positivo e confiante no trabalho que fazemos no Lagoas do Norte e em outros bairros de Teresina. Temos certeza que traremos bons resultados”, destacou o Mestre Neném, treinador da equipe Naginga.

Para o mestre Neném, a promoção de atividades e campeonatos dessa abrangência faz com que a capoeira piauiense evolua cada vez mais rápido, melhorando a qualidade técnica e o conhecimento de nossos capoeiristas, além de promover a integração entre os participantes que são de grupos diversificados.

Na ordem, os atletas: Garrote, Pantera, mestre Neném e Pitbull.

 

Parque Lagoas do Norte sedia curso profissionalizante em parceria com a SEMDEC

Nesta terça-feira (12) teve início o projeto Ser Capaz, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo – SEMDEC, em parceria com o Parque Lagoas do Norte. O projeto tem como objetivo capacitar 100 jovens para a inserção no mercado de trabalho. Serão ministradas aulas de noções de empreendedorismo, inglês, matemática, português, dentre outras disciplinas que colaboram com o crescimento profissional.

O curso tem duração de três meses, divididos em teoria e prática. Após a capacitação, os alunos que concluírem o projeto serão encaminhados para empresas do ramo de Call Center para inserção no mercado profissional. Foram inscritos um total de 100 alunos, distribuídos em duas turmas. As aulas acontecerão sempre nas terças-feiras.

“Me inscrevi no curso para me qualificar mais. Sou moradora do a bairro São Joaquim e é muito bom saber que temos colaboração do parque para melhorar a nossa vida. Espero aprender muito aqui”, destacou a jovem Jaciane Alves, de 24 anos.

Fabiana Costa, Gerente de promoções da SEMDEC, conta o porquê da parceira com o Parque Lagoas do Norte. “Escolhemos o Parque para beneficiar os jovens da região. Queremos mostrar que eles possuem capacidade e que podem se qualificar para entrar no mercado de trabalho”, concluiu.

Parque Lagoas do Norte sedia cursos do Inova Jovem

Na manhã desta segunda-feira (06), o Parque Lagoas do Norte recebeu a inauguração de cursos do Inova jovem em Teresina. A ação no parque busca atingir os jovens da região Norte da capital que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

O Inova Jovem é um projeto nacional voltado para jovens negros e negras, de 18 a 29 anos, que moram em comunidades carentes e sonham em mudar de vida por meio do empreendedorismo.

O curso de micro empreendedorismo iniciado hoje, tem como objetivo, a partir uma metodologia de planejamento de negócios, trabalhar na criação de um empreendimento novo, que pode ser começado em casa, visando a geração de renda, pessoal ou familiar. Os alunos inscritos, saem ao final do curso com sua própria marca, para divulgação e venda dos produtos criados.

Guilherme Nonohay, instrutor do curso de micro empreendedorismo, fala da importância dos cursos disponibilizados para os jovens. “nós vamos construir a marca do primeiro negócio deles. Talvez seja a primeira fonte de renda de muitos. Podemos estar realizando sonhos, ou dando inicio para isso” destacou o instrutor.

“Eu tenho uma marca de roupas, que faz parte do grupo de hip-hop que participo. E quando soube do curso, me inscrevi para levar adiante essa marca e adquirir experiência na área”, destaca o Jovem Jorge Marreiros, morador do bairro Poty Velho, de 19 anos.

Estudantes dos Institutos Federais de Teresina visitam o Parque Lagoas do Norte

Na manhã deste sábado (9), alunos do Instituto Federal do Piauí – IFPI e do Colégio Técnico de Teresina-UFPI, participaram de uma palestra sobre o Programa Lagoas do Norte, para conhecer a área de atuação do programa. O evento aconteceu na sede administrativa do parque.

Na palestra, ministrada pelo diretor executivo do Lagoas do Norte, Leonardo Madeira, foram citadas a abrangência do programa, o seus investimentos e os principais objetivos, que buscam sempre a melhoria da qualidade de vida das pessoas que moram na região.

“Muitos teresinenses não conhecem um dos maiores investimentos que a capital está recebendo. Esses estudantes estão vivenciando na prática uma mudança de realidade. Realidade social e ambiental. O programa tem vida, ele é dinâmico e está à disposição de todos” destacou Leonardo Madeira.

Para a professora de biologia do Colégio Técnico de Teresina e uma das organizadoras da visita, Majeci Moura, o Lagoas do Norte é o lugar ideal para exemplificar a educação ambiental. “Escolhemos o Parque Lagoas do Norte pela sua proposta. É um parque que oferece condições para visitas técnicas e cumpre as leis ambientais. É um exemplo muito grande para os nossos alunos, além de ser um local muito belo”.

Os alunos dos Institutos Federais conheceram toda a região do Parque. Iniciaram pela sede administrativa, conhecendo a abrangência das lagoas, até os pontos culturais, como a Praça dos Orixás. Na visita, perceberam a recuperação de áreas antigamente degradas e que hoje estão totalmente recuperadas.

Inscrições para eleição do Conselho da Cidade são prorrogadas até a próxima sexta-feira

O prazo para inscrições dos interessados em participar do processo eleitoral para a composição do Conselho Municipal da Cidade de Teresina sofreu alterações e será prorrogado até o próximo dia 15. O prazo inicial estava previsto para ser encerrado nesta sexta-feira.

O edital é voltado para eleição das entidades da sociedade civil que irão compor o Conselho. A data da eleição permanece mantida para o dia 29/06.

Parque Lagoa do Mocambinho muda cotidiano da comunidade

Com previsão de inauguração para o mês de agosto, o Parque Lagoa do Mocambinho já mudou o cotidiano da comunidade, antes mesmo da conclusão das obras, realizadas pela Prefeitura de Teresina, por meio do Programa Lagoas do Norte.

“Antes, a gente não podia usar essa área, porque tinha muito lixo, era perigosa e o mau cheiro afastava a população. Agora, mesmo ainda em obra, a comunidade já utiliza o Parque Lagoa do Mocambinho. Venho aqui diariamente, pela manhã, com minha esposa, fazer caminhada. É um momento nosso, de praticar atividade física, conversar e também relaxar, olhando a beleza dessa lagoa. Assim, como nós, muitas famílias já vêm aqui, principalmente aos finais de tarde, trazer as crianças para brincar, usar a quadra de areia e fazer esportes”, comenta James de Oliveira, morador do bairro Mocambinho.

Casal pratica caminhada no parque todas as manhãs

O Parque Lagoa do Mocambinho é parte da segunda fase do Programa do Lagoas do Norte, possui cinco hectares de extensão, com pista de caminhada, ciclovia, quadra de areia, quadra de concreto, uma quadra para prática de badminton e campo de grama sintética. Além dos espaços para prática de esportes, o Parque terá também espaço administrativo, quiosques, academias, playgrounds e área contemplativa no entorno da lagoa, com grama natural para descanso. A construção do Parque está orçada em R$ 9 milhões e 700 mil.

“O Parque Lagoa do Mocambinho está em fase de conclusão. Além do parque propriamente dito, as obras contemplam a drenagem das águas pluviais do Loteamento Mocambinho, com a construção de duas galerias e a modificação dos canais que ligam as galerias e a lagoa. As bocas de lobo, que servem para captação da água pluvial, também foram contempladas com a obra. Essa intervenção atende a uma reivindicação antiga da comunidade e resolverá o recorrente problema de alagamentos na região. Mais do que isso: o Parque Lagoas do Mocambinho será um grande ponto de convergência comunitária, com espaços de convivência, área para esportes, apresentações culturais e contemplação da natureza. É o Programa Lagoas do Norte mudando para melhor a qualidade de vida da população”, destaca Marcio Sampaio, diretor do Programa Lagoas do Norte.

Garotos de escola da vizinhança descansam aproveitando a vista

Para a moradora Eliete Oliveira, o Parque Lagoa do Mocambinho trouxe também valorização do bairro: “O Mocambinho ganha em beleza e em valor. A tendência, com o término da obra e a inauguração do Parque, é que tenhamos valorização imobiliária em todo o bairro; um comércio mais forte, com o aumento de visitantes na região; e, principalmente, um ganho em nossa autoestima. Um lugar bonito assim, é um presente para a comunidade. Antes, aqui era um lixão. Agora, podemos ver toda a beleza dessa lagoa. Morar aqui pertinho, usufruir desse espaço diariamente e ainda receber os benefícios indiretos que essa obra trouxe, é um privilégio”, pontua.

Parque completo será entregue para a população em agosto

SEMPLAN busca recursos para obras de drenagem na Zona Sudeste

A Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) enviou ao Ministério das Cidades uma carta-proposta em busca de financiamento para obras de drenagem na Zona Sudeste de Teresina, em áreas identificadas como mais vulneráveis a problemas com inundações. Caso os projetos sejam aprovados, serão investidos mais de R$ 60 milhões em ações variadas, como construção de galerias, intervenções em canais, tubulação e urbanização.

A proposta foi elaborada pela secretaria executiva de captação de recursos e monitoramento (Secrem), vinculada à SEMPLAN, para se candidatar a receber recursos através do programa Avançar Cidades – Saneamento, do Ministério das Cidades. Se os projetos forem pré-aprovados pelo governo federal, passará por um novo processo de avaliação junto à Caixa Federal e, após nova aprovação, poderá ser aberto o processo de licitação para execução das obras.

Estes projetos são frutos do Plano Diretor de drenagem de Teresina, que identificou 70 sub-bacias no território da cidade, das quais oito foram consideradas mais críticas. Depois disso, foi necessária a elaboração dos projetos para determinar a intervenções necessárias e, assim, combater os problemas com inundações. “O trabalho da prefeitura começou lá atrás com a conclusão do Plano Diretor de drenagem. Depois a prefeitura conseguiu um aporte de R$ 16 milhões do Governo Federal para elaborar o projeto dessas áreas mais emergenciais, que agora estão sendo submetidos para o Ministério das Cidades”, explica José Alberto Guimarães, assessor de coordenação da Secrem.

Das oito áreas emergenciais, duas já tiveram os recursos pré-aprovados anteriormente, ambas na zona sul: uma na região do bairro Portal da Alegria, e outra na região dos bairros São Pedro, Tabuleta e Redenção. Os projetos em análise no Ministério das Cidades atualmente envolvem outras duas sub-bacias, estas na região Sudeste: uma na região dos bairros Itararé, Extrema, Beira Rio, Tancredo Neves e Comprida, e outra área nos bairros Parque Ideal, Novo Horizonte e Redonda.

“Estas duas sub-bacias na Zona Sudeste apresentam a maior densidade populacional, onde a comunidade está mais exposta há problemas com inundações e outros problemas decorrentes das chuvas. Estes investimentos buscam corrigir estes problemas”, finaliza José Alberto.

Semplan disponibiliza treinamento para novos servidores da Ouvidoria Municipal de Teresina sobre o Colab

Na manhã desta quarta-feira (6), a Secretária Municipal de Planejamento e Coordenação – Semplan, disponibilizou um treinamento para os novos servidores da Ouvidoria Geral do Munícipio de Teresina sobre o Colab – aplicativo de gestão de relacionamento e comunicação com o cidadão.

O Colab cria uma ponte entre o cidadão e a prefeitura, de forma que o cidadão possa colaborar, mandando informações que sejam qualificadas e estruturadas. As informações, com fotos, são recebidas pela ouvidoria da prefeitura, e ao serem avaliadas, são encaminhadas para os órgãos responsáveis.

“Os meios utilizados pelo colab são muito válidos, porque quando o ouvidor responsável recebe a demanda, ela tem informações adicionais que podem ajudar na resolução do problema. Por isso esse treinamento, para que os servidores consigam dar a melhor solução possível, tornando mais simples e ágil a ação da prefeitura”, destacou Dalila Ramalho, coordenadora de operações do Colab.

“O treinamento é muito importante, pois é necessário o conhecimento do aplicativo para que todos os envolvidos saibam como agir e mediar as situações demandadas”, concluiu Hassam Said, coordenador da ouvidoria de Teresina.

Servidores da SEMPLAN fazem rodízio para diminuir carros nas ruas

Servidores da SEMPLAN adotaram uma ideia para diminuir o volume de carros andando pela cidade. Os colegas que moram mais próximos um dos outros fazem rodízio, onde cada um vem com seu carro uma vez por semana e dá carona para os demais. O objetivo é, além da economia, melhorar a qualidade do trânsito e reduzir a emissão de poluentes.

A arquiteta Ângela Araújo, da Secretaria Executiva de Planejamento Urbano (Seplur), foi a autora da ideia. Ela conta que teve experiência parecida na faculdade e decidiu trazer para dentro do local de trabalho. “A ideia é diminuir a quantidade de carros na cidade. Diminui o trânsito, poluição, e você economiza com estacionamento, com combustível. Só tem coisa positiva”, diz ela. Além de Ângela, participam do rodízio os servidores Ênio Moita, Edangela Gomes, Larissa Azevedo e Francisca Pinheiro, que já inspiram outros colegas a entrar para a iniciativa.

Servidores alternam caronas para economizar e melhorar trânsito.