SEMPLAN – Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação
Teresina, 26 de Junho de 2017

Você está em » Destaques

Oficinas discutem elaboração do PPA e da Lei Orçamentária

18/04/2017 - 12h04
OFICINA SDU

A Prefeitura de Teresina deu início, nesta semana, a uma série de oficinas para discutir a metodologia de elaboração do Plano Plurianual (PPA 2018-2021) e da Lei Orçamentária Anual 2018. Os dois projetos de lei devem ser elaborados e enviados à Câmara Municipal de Teresina até o mês de agosto.

 
O PPA define as diretrizes, objetivos e metas para os próximos quatro anos. Enquanto isso, a LOA apresenta a previsão de receitas e despesas para o próximo ano.

 
As oficinas acontecem até maio e são divididas por órgãos. Na manhã desta terça-feira (18), o encontro foi realizado com técnicos da Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs) e de Habitação (SEMDUH).

 
“Nessas oficinas, estamos apresentando os indicadores que irão nortear a elaboração do PPA e da LOA. Esses indicadores devem ser refletidos nas ações de cada um dos órgãos da Prefeitura”, afirma o coordenador geral de orçamento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação, Eduardo Speeden.

 
Ele explica que, após as reuniões, as equipes de cada órgão irão elaborar os planejamentos internos que serão somados às demandas da população. Juntos, esses dados servirão de insumo para a elaboração tanto do PPA quanto da LOA. “O planejamento interno de cada órgão será transformado em metas e ações que irão constar nesses planos”, comenta.

 
Participação
A participação da população na elaboração do Plano Plurianual acontecerá em dois momentos. Entre os dias 26 e 28 de abril, acontece o Fórum Teresina Participativa, onde serão discutidos, junto com as comunidades, os eixos da Agenda 2030: inclusão social, sustentabilidade ambiental, qualidade de vida, governança e produtividade econômica. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site teresinaparticipativa.com.br.

 
Em seguida, será realizada uma consulta pública por meio do aplicativo Colab. Através da rede social, a população irá responder um questionário interativo e também poderá apresentar suas demandas e suas sugestões.