SEMPLAN – Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação
Teresina, 23 de Abril de 2018

Você está em » Destaques

Técnicos analisam condições de segurança de diques de Teresina

17/02/2016 - 14h02

A secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) realizou, na manhã desta quarta-feira (17), o Painel de Segurança, onde foram apresentados os resultados preliminares do estudo técnico sobre as áreas dos diques dos rios Parnaíba e Poti, na zona Norte de Teresina. O reforço e a ampliação dos diques fazem parte da segunda etapa do Programa Lagoas do Norte.

 

O Painel de Segurança é um estudo independente, composto por especialistas de renome internacional nas áreas de hidráulica, hidrologia e geologia/geotécnica de barragens. O Painel faz parte da política de salvaguardas do Banco do Mundial, que é obrigatória para obras que representam proteção à vida da população.

 

Os estudos preliminares dos especialistas recomendam que a ocupação das margens e taludes dos dois rios deve ser desestimulada. “Devem-se evitar construções em cima do dique porque isso compromete sua segurança. Os diques precisam de uma estrutura de segurança isolada, semelhante ao das barragens”, disse o engenheiro Mário Cicareli, especialista em obras hidráulicas, ressaltando que essas áreas possuem alta vulnerabilidade para quem as ocupa.

 
“A ocupação deve ser evitada sob pena de que a implementação de moradias, escavações, por exemplo, virem a comprometer a estrutura do dique”, complementou o engenheiro José Roberto Thedim Brandt, especializado em Escavações Subterrâneas e Métodos Computacionais. De acordo com ele, pelas informações coletadas até hoje o dique do Rio Parnaíba está estável, e o do Poti apresenta pequenos problemas de erosão.

 
PAINEL 2

 

Para o secretário Municipal de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim, a Prefeitura de Teresina irá aguardar o resultado definitivo para concluir os projetos de reforço e ampliação dos diques do Rio Parnaíba e Poti. “Foram palestras esclarecedoras e que apontam que as áreas de risco devem ser desocupadas. Agora, vamos aguardar o resultado definitivo para concluir o projeto”, disse.

 
Participaram do Painel de Segurança técnicos do Programa Lagoas do Norte, representantes da Defensoria Pública do Estado do Piauí, da Defesa Civil do Piauí, da Procuradoria Geral do Município de Teresina, da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro/Norte, da Arsete, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), do Caixa Economia Federal, do 2° Batalhão de Engenharia de Construção e da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM). Foram convidados também os Ministérios Públicos Federal e Estadual.