A Prefeitura de Teresina está trabalhando para conseguir a desapropriação do terreno de uma empresa de telefonia na Zona Sul de Teresina, onde uma lagoa levou ao rompimento de um muro e a enxurrada vitimou dezenas de pessoas no bairro Parque Rodoviário. Em visita a Secretaria Nacional de Habitação, o prefeito Firmino Filho e o secretário de planejamento José João Braga receberam a confirmação de que o projeto de construir novas residências para as vítimas no local terá prioridade no próximo edital do Minha Casa Minha Vida.

O objetivo da visita foi obter esta sinalização do Ministério, o que irá garantir a agilidade no andamento do processo para construção das casas que irão indenizar as vítimas que viviam em áreas de risco. Outras 55 residências, que embora atingidas pela enxurrada não estão em áreas consideradas de risco, estão sendo reconstruídas ou recuperadas pela prefeitura.

“O próximo edital do Minha Casa Minha Vida deverá ser lançado em breve. Os técnicos da Prefeitura estão elaborando o projeto que será inscrito e, como se trata de uma situação de calamidade, recebemos a confirmação de será tratado de forma prioritária para receber os recursos do programa do governo federal”, explica o secretário municipal de planejamento, José João Braga.

Esses imóveis foram destruídos no último dia 4 de abril, durante a enxurrada que aconteceu no local. Desde então, a Prefeitura vem prestando toda a assistência necessária às famílias através de órgãos como a SDU Sul, Semcaspi, FMS e outros.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).