Uma delegação da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) esteve visitando diversos pontos de Teresina esta semana. O objetivo da visita é conhecer locais onde a Prefeitura de Teresina pretende desenvolver projetos com financiamento da agência internacional, como as hortas comunitárias do Dirceu e o Polo de Saúde.

A expectativa do poder público municipal é que o financiamento compreenda recursos de no mínimo 30 milhões de euros, o que consistiria em pouco mais de R$ 120 milhões. Esses recursos seriam aplicados em diferentes projetos relacionados com a sustentabilidade, envolvendo áreas como mobilidade urbana, drenagem e macrodrenagem, meio ambiente, saneamento rural e melhorias de equipamentos comunitários, como mercados e praças.

“A gente está ampliando essa parceria com o propósito de captar recursos para projetos estruturantes de foram que a cidade avance para ser mais sustentável, com mais qualidade de vida para pessoas. Essa parceria engloba diferentes eixos de investimento, como o saneamento, macrodrenagem, soluções verdes para melhorar a questão climática, melhorar as ruas, a mobilidade urbana, construção de novos parques, etc”, explicou Gabriela Uchôa, coordenadora da Agenda Teresina 2030, departamento da SEMPLAN que trabalha com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

Entre os principais projetos que devem receber o financiamento está a construção de um parque na Avenida Noé Mendes (Avenida das Hortas) com 27 mil m² ocupados com quadras poliesportivas, áreas de ginástica, skatepark e playground. Os representantes da AFD também foram conhecer os detalhes de outro projeto que será executado na região pela SDU Sudeste, envolvendo mudanças no tráfego como ampliação das calçadas, instalação de corredor de ônibus, ciclovias, entre outros.

“A transformação das ruas com tráfego de veículos para pedestres ou a ampliação do espaço da calçada é um compromisso com um modelo de cidade mais sustentável para os cidadãos. Por isso, não tenho dúvidas que essa será uma obra de grande importância para os moradores da região, como também para a população de toda a cidade”, afirmou o superintendente Evandro Hidd em visita realizada hoje às hortas do Dirceu.

Outro projeto que deve ser financiado pela AFD é a requalificação urbana do polo de saúde, com melhorias nas calçadas, iluminação, sinalização, estacionamento. Para Phillip Orliange, diretor da AFD no Brasil, os projetos desenvolvidos em Teresina são compatíveis com o que o órgão pensa para um futuro sustentável.

“A AFD busca combinar essa visão de como fazer o tratamento dos desafios globais com a visão local. Nós achamos que Teresina é uma cidade onde nós conseguimos combinar isso e achamos as visitas, assim como as propostas que foram apresentadas, muito positivas”, destacou.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).