O aplicativo MUV está realizando um desafio semanal em parceria com o Café da Gota Serena, através da qual irá premiar os três primeiros participantes que gastarem 2.000 calorias utilizando o aplicativo. O MUV foi implantado pela Prefeitura de Teresina como uma forma de estimular a mobilidade sustentável na capital piauiense

Para participar, os usuários cadastrados precisam apenas aceitar o desafio no aplicativo e dar o play quando forem utilizar meios de transporte sustentável, como a caminhada, a bicicleta ou o transporte público. O primeiro que atingir a marca estabelecida ganhará um prato de massa e uma taça de vinho no Café Gota Serena. O segundo colocado será premiado com um exemplar da Revista Expresso (especializada em café), e o terceiro colocado receberá um cappuccino.

Estratégia de desafios

O MUV tem desafios semanais e premiações iguais aos jogos de realidade aumentada. Para isso, foram realizadas parcerias com o setor privado, como lojas de equipamentos esportivos, restaurantes e outras empresas interessadas na temática da sustentabilidade, que oferecem os mais diversos benefícios. Os usuários que adotarem os modais mais sustentáveis de deslocamento vão acumulando pontos, que serão convertidos em prêmios e descontos na vida real.

“Com os desafios, nós esperamos engajar uma parcela ainda maior da população com o MUV. Essas pessoas estarão recebendo um duplo benefício, tanto de viver em uma cidade mais sustentável, com menos carros nas ruas, e os prêmios que receberão pelas sua contribuição”, explica Mariana Fiúza, urbanista da Agenda Teresina 2030 e coordenadora do projeto.

Esse “ranking” dos usuários será criado a partir do histórico das pedaladas e caminhadas. As informações como: distância, altitude acumulada, velocidade máxima e média, batimentos cardíacos, o traçado do percurso no mapa, entre outras, serão acompanhadas através do aparelho celular e GPS.

O aplicativo

O aplicativo MUV (Mobility Urban Values, ou valores da mobilidade urbana, em tradução literal) foi desenvolvido na Itália para os desafios de sustentabilidade da União Europeia. Ele avalia os valores da mobilidade urbana com intuito de incentivar as pessoas a adotarem padrões de deslocamento mais sustentáveis e coletivos nas cidades, como utilizar mais a bicicleta; o transporte público e fazer mais caminhadas. Para a Organização das Nações Unidas, a ONU, o desenvolvimento sustentável de uma cidade como Teresina está diretamente ligado pelo padrão de deslocamento dos seus habitantes.

“A maior parte das cidades brasileiras e de outros países em desenvolvimento é muito favorável ao deslocamento através de veículos privados, ‘o carro de passeio’, que aumenta substancialmente a emissão dos gases do efeito estufa. Então o MUV é uma ação para melhorar esse quadro em um cenário de curto prazo”, finaliza Mariana Fiúza.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).