O Programa Lagoas do Norte está concluindo a atualização cadastral das ocupações consolidadas nas proximidades das lagoas dos Oleiros e Piçarreira, que passarão por obras de requalificação urbana e ambiental. Serão cadastradas as ocupações consolidadas entre 2014, data do último cadastro, e 14 de outubro de 2019.

Para avisar à população, o programa afixou placas em pontos de passagem, nas proximidades das lagoas. “Esse é um procedimento padrão legal e segue as normas estabelecidas pelo Programa de Reassentamento Involuntário do Banco Mundial, instituição que financia as obras e ações do PLN. Essas ocupações são irregulares e muitas famílias se instalam em áreas de risco. Nosso foco com essa ação é conhecer em que condições essas famílias estão vivendo e garantir que elas tenham qualidade de vida”, explica Márcia Muniz, diretora geral do programa.

As equipes de assistentes sociais visitaram os imóveis para entregar o informativo que explica todo o procedimento e, posteriormente, farão os cadastros. A partir desse levantamento, com base nos dados de engenharia coletados, o programa definirá quais serão afetados ou não.

As próximas obras do Programa Lagoas do Norte estarão concentradas nas lagoas do Mazerine, São Joaquim, Piçarreira e Oleiros. Ao todo, serão investidos R$ 33 milhões em duas obras. Os projetos contemplam a implementação de drenagem para evitar futuros alagamentos, revitalização das lagoas e suas margens, retirada do lixo, limpeza da lâmina d’água e a implantação de parques lineares dotados de espaços para lazer e prática esportiva, possibilitando, assim, a preservação da fauna e da flora locais.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).