As famílias que moram no entorno dos diques dos rios Parnaíba e Poti participaram de mais uma reunião com os técnicos e diretoria do Programa Lagoas do Norte e com o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, José João Braga Júnior. Durante o encontro, foram repassadas informações sobre a formatação do projeto de reestruturação dos diques.

De acordo com a diretora geral do PLN, Márcia Muniz, as famílias foram informadas sobre o trabalho da empresa contratada para fazer o projeto. “Nós informamos aos moradores que a empresa está realizando estudos e medições na região para subsidiar o projeto de reestruturação desses diques. Através de painéis de segurança já realizados, sabemos que o dique apresenta alguns problemas, como rebaixamento em alguns pontos. Esse estudo apontará todos esses problemas e vai propor soluções para que esses diques possam, de fato, oferecer segurança a toda a zona norte”, explicou.

Ao final da formatação desse projeto, as soluções apontadas serão apresentadas e, então, será feita a licitação para contratar a empresa que executará a obra de reestruturação dos diques.

A dona de casa Josiane Sousa Silva mora com os dois filhos e o marido em uma casa de taipa na margem do rio Parnaíba. Ela aproveitou a reunião para tirar as dúvidas. “Eu sou ribeirinha e não tenho nenhum documento que comprova meu endereço. Todos os anos a água chega na minha casa e meu marido pegou tuberculose. Fui buscar tratamento para ele, mas tive dificuldade justamente porque não tenho endereço”, comentou.

Participaram desta reunião os moradores do trecho que vai da rua Minas Gerais até a rua Jim Borralho, localizadas nos bairros Matadouro e São Joaquim, além de representantes do Centro de Defesa Ferreira de Sousa.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).