A construção do residencial Parque Brasil, que será destinado às famílias que residem em áreas de risco atendidas pelo Programa Lagoas do Norte, chega às últimas etapas. Com as 1.022 unidades habitacionais montadas e os equipamentos de infraestrutura avançando, as ruas do residencial começam a receber a imprimação para o asfaltamento. Ao todo estão sendo asfaltados 90 mil metros quadrados e o investimento é de R$ 4,8 milhões.

Segundo a Coordenação de Asfaltamento, órgão ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, o serviço deverá ser finalizado em um prazo de 60 dias. Ao todo, deverão ser asfaltadas 20 ruas e uma avenida.

O novo residencial começou a ser construído em outubro do ano passado. O projeto foi desenvolvido pelos técnicos do Programa Lagoas do Norte com enfoque na qualidade de vida dos seus habitantes, contendo ruas amplas para a circulação de transporte público, avenida, áreas de lazer, esporte, arborização, unidades habitacionais planejadas para receber famílias com pessoas idosas e portadoras de deficiência, drenagem, abastecimento de água próprio, esgotamento sanitário com estação de tratamento, espaços destinados ao convívio social, áreas reservadas para a construção de escola e calçadas.

Cada unidade habitacional tem área aproximada de 50 m², com sala, cozinha, dois quartos e banheiro adaptado. Os prédios de apartamentos são formados por três pavimentos.

Durante toda a execução da obra, o Programa Lagoas do Norte vem propiciando visitas das comunidades para que as pessoas conheçam o projeto. A dona de casa Maria Valéria da Costa Sousa participou de uma das visitas na companhia do marido e do filho e avaliou o empreendimento. “Os terrenos são bons e a qualidade da construção também. Gostei muito dos apartamentos. Essas casas são muito melhores do que as nossas. A minha casa é fria, úmida, cria mofo nesse tempo chuvoso. As ruas em que a gente mora também não tem condição da gente andar. E aqui, como explicaram para nós, os ônibus vão passar na porta, tudo mais fácil”, afirmou.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).