Ascom/PLN

Cinco famílias que moram na região do Inferninho, localizado no bairro São Joaquim, participaram, na tarde desta quinta-feira (23), de uma reunião com a equipe social e técnica do Programa Lagoas do Norte. Durante o encontro, as famílias receberam informações gerais sobre o programa, especificamente acerca das formas de compensação previstas no Plano de Reassentamento, além de informações sobre a obra que iniciará em breve naquela região.

Essas famílias foram identificadas no processo de atualização cadastral feito pelo programa em outubro de 2019 como proprietários de ocupações consolidadas. Elas vivem em uma região naturalmente alagável, entre duas lagoas (Piçarreira e Oleiros), e convivem com as cheias das duas lagoas ano após ano. As casas são de taipa, sem saneamento. Por isso, essas famílias deverão ser atendidas pelo Programa Lagoas do Norte, podendo optar por uma das três formas de compensação: indenização, reassentamento monitorado ou unidade habitacional no residencial Parque Brasil.

Durante a reunião, os técnicos do Lagoas do Norte tiraram as dúvidas dos moradores e ouviram suas ideias. “Eles puderam entender como funciona o procedimento de atendimento e os critérios de elegibilidade. Essas famílias estão sendo atendidas agora porque elas se consolidaram depois de 2014, que foi quando o programa cadastrou todos os imóveis para essa segunda fase”, explica Conceição Ferreira, coordenadora da Unidade de Projeto Socioambiental.

Para esta região, o Programa Lagoas do Norte fará a requalificação das quatro lagoas – Piçarreira, Oleiros, São Joaquim e Mazerine – totalizando 17 hectares, com foco na drenagem, saneamento e melhoria da qualidade de vida das comunidades.  Ao todo serão investidos cerca de R$ 20 milhões, com financiamento do Banco Mundial.  A obra já começou.

O primeiro trecho está situado na lagoa do Mazerine, cujo projeto contempla a utilização do espaço entre a lagoa e o Terminal de Integração da Rui Barbosa para a prática esportiva e o lazer da população. Nessa área, a quadra local será reconstruída, transformando-se em poliesportiva coberta. Além disso, serão construídos dois quiosques com cobertura e banheiro, tabelas de basquete, pista para caminhada, iluminação, academia e outros equipamentos.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).