A população que mora em áreas ribeirinhas – margens de lagoas e rios – na zona norte da cidade e que vive em casas com condições precárias estão mais sujeitas aos efeitos das chuvas. As lagoas tendem a encher e algumas casas podem ser atingidas, além do risco de desabamentos. Por conta disso, o Programa Lagoas do Norte orienta que, nesses casos, a população procure a Defesa Civil e a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro/Norte.

A Defesa Civil está monitorando mais de 50 áreas de risco em toda Teresina. Na região de abrangência do PLN, os bairros Vila Apolônia e Parque Alvorada fazem parte desse monitoramento. O órgão orienta quanto aos riscos da permanência nestas áreas, serviços de atendimento emergencial realizado pelo órgão e ainda sobre os requisitos para inclusão de famílias em situação de vulnerabilidade no Programa Cidade Solidária, um dos serviços assistenciais do município. Qualquer ocorrência de alagamento ou risco de desabamento deve ser feita pelo número 153.

As equipes da SDU Centro/Norte também estão monitorando a situação de casas em toda a região. Cinco famílias já foram encaminhadas para o Programa Cidade Solidária da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Política integradas (Semcaspi). Na SDU, a população pode entrar em contato através do número (86) 3215-7462.

A SDU também mantém o serviço de bombas que auxiliam no controle do nível das águas das lagoas da região. Quando as lagoas enchem, as bombas são acionadas e essa água é levada para o rio. As equipes fazem monitoramento 24 horas por dia nas quatro estações.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).