PLN faz coleta nas lagoas para análise em parceria com Águas de Teresina

A Prefeitura de Teresina, através do Programa Lagoas do Norte (PLN) e em parceria com a Águas de Teresina, está realizando a coleta de água nas 12 lagoas da área de intervenção do programa, e também nos rios Parnaíba e Poti. A ação tem como objetivo monitorar a qualidade da água destes mananciais antes e após a implantação das obras de esgotamento sanitário que vêm sendo implantadas na zona Norte da capital.

Segundo Leonardo Madeira, diretor executivo do PLN, a parceria com a Águas de Teresina visa acompanhar a recuperação das lagoas a partir da implantação do sistema de esgotamento sanitário, mostrando os benefícios trazidos pelas intervenções.

“As coletas realizadas são de responsabilidade do PLN. Em seguida, encaminhamos as amostras para a Águas de Teresina, que faz as análises e devolve os dados para o PLN, que faz a interpretação e a tabulação desses dados a partir do cálculo dos índices de qualidade da água. É um índice adaptado à realidade brasileira, em que podemos acompanhar a evolução da recuperação desses mananciais a partir das intervenções do PLN. Desde o momento que se faz a coleta, a gente consegue observar a recuperação dessas lagoas”, disse.

As coletas e análises dos mananciais são realizadas a cada trimestre, pela Unidade de Projeto Socioambiental (UPS) do PLN, em parceria com a Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental e do Trabalhador – GEVISAST da Fundação Municipal de Saúde – FMS, e Águas de Teresina.

“O laboratório da Águas de Teresina prepara os recipientes e nos repassam os regentes e materiais necessários para o ato da coleta. Nós do PLN realizamos o transporte dos materiais e coletamos a água para distribuir nos frascos, além de coordenar os pontos de coleta e recolhimento de informações do aspecto físico da água com temperatura, cor e odor”, relatou  a bióloga do Programa Lagoas do Norte, Zelinda de Oliveira.

Colônia de férias do Parque Lagoas do Norte leva alegria e diversão para a criançada

A 9° colônia de férias do Parque Lagoas do Norte iniciou com muita diversão e alegria nesta quinta-feira (18), levando diversas atividades para as mais de 300 crianças inscritas. A colônia acontece através de parceria entre a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan) e a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel).

Espalhadas por todo o parque com os instrutores, as crianças aproveitarem diversas brincadeiras. Bambolê, futebol, handebol de areia, teatro de bonecos, sessão de cinema ambiental, vôlei e oficinas de recreação fizeram a alegria da criançada no primeiro dia de colônia de férias, que segue até o sábado (20), acontecendo de forma simultânea com a 23º edição do Teresina em Ação, na praça dos Orixás.

Rafaela de Sousa levou a filha Nayla, de seis anos, pela primeira vez à colônia de férias. A mãe afirma que a filha estará presente nas próximas edições. “É a primeira vez que trago minha filha na colônia de férias e estou gostando muito. Eu já conhecia, mas ela ainda não tinha idade para participar. Está tudo muito bem organizado, com profissionais acompanhado as crianças e isso dá uma segurança maior para os pais. Ela pintou, brincou, se divertiu muito e tenho certeza que ela estará aqui nas próximas edições”, disse.

“Estamos vivendo esse grande momento que é a colônia de férias. Um evento que já é tradicional e que faz sucesso na comunidade. As crianças que estão aqui se divertem bastante, aproveitam todos os momentos e ficamos felizes porque vemos que a população dá retorno e confia no nosso trabalho. Gostaria também de agradecer a Semel pelo apoio, que disponibilizou equipamentos e profissionais para melhorar a nossa colônia de férias”, destacou Jorgenei Moraes, diretor do Parque Lagoas do Norte.

“Se Essa Rua Fosse Minha” recebe mais de 300 inscrições

As inscrições do “Se Essa Rua Fosse Minha” encerraram na tarde desta quarta-feira (17) totalizando 310 cadastros, que serão analisados por uma comissão que validará os inscritos para serem homenageados. Após a validação, acontecerá no Palácio da Música, no dia 29 de julho, os sorteios das vias que receberão os nomes aprovados de acordo com a região apontada na inscrição. No dia 28 de agosto, no Teresina Hall, será a solenidade oficial de entrega das placas às famílias dos homenageados.

Lançado anualmente pela Prefeitura de Teresina para nomear vias ainda sem nome na capital, o concurso tem como objetivo homenagear pessoas que fizeram parte da história das comunidades de Teresina em logradouros e ruas da cidade, valorizando pessoas que, muitas vezes anonimamente, contribuíram para o crescimento de determinada região.

A comissão que analisa a história dos possíveis homenageados é formada por representantes da Prefeitura de Teresina, da Academia Piauiense de Letras, da Câmara dos Vereadores de Teresina, IBGE, Iphan, Universidade Federal do Piauí e Universidade Estadual do Piauí. As inscrições serão entregues à comissão nesta sexta-feira (19) e, após a validação das inscrições, os nomes dos selecionados serão divulgados.

“Chegamos em mais uma fase do concurso com o resultado final do número de inscrições bastante satisfatório, mostrando que a população abraçou o projeto. Estamos na expectativa de receber da comissão os nomes validados para a realização do sorteio e depois concluirmos mais uma edição com a entrega das placas às famílias dos homenageados”, destacou Jhamille Almeida, secretária executiva de planejamento urbano da Prefeitura.

Teresina em Ação terá Colônia de Férias do Programa Lagoas do Norte

A 23ª edição do Teresina em Ação acontecerá neste sábado (20), na Praça dos Orixás, localizada no Parque Lagoas do Norte. Acontecendo de forma simultânea, a edição do evento contará com a Colônia de Férias realizada pelo Programa Lagoas do Norte. A criançada terá espaço para a diversão com muita brincadeira, atividades educativas e esportivas.

A Colônia de Férias terá a participação de cerca de 300 crianças inscritas previamente. O evento começará na quinta-feira (18) e segue até o sábado (20). Os instrutores estão organizando atividades nas quadras, campo e área administrativa do parque. No último dia, as ações se concentrarão nas proximidades da Praça dos Orixás, onde será realizado o Teresina em Ação.

Além desse espaço, o Programa Lagoas do Norte (PLN) também terá um stand no Teresina em Ação para receber a comunidade que quiser tirar dúvidas sobre o programa. “Estaremos com nossa equipe para que a comunidade possa tirar dúvidas sobre nossas ações”, destaca Leonardo Madeira, diretor de Coordenação do PLN.

Diversos serviços de entidades parcerias e órgãos do município estarão disponíveis, como corte de cabelo, emissão de documentos, orientações em saúde, atendimento à mulher, orientações profissionais, contação de histórias, orientações jurídicas e outros. Um dos novos parceiros do Teresina em Ação é o Hospital da Polícia Militar, que levará atendimento em fonoaudiologia, fisioterapia e psicologia.

Toda a estrutura do evento será concentrada na Praça dos Orixás, bairro São Joaquim, zona Norte da capital. O evento terá início às 8h.

Confira a programação

Dias 18 e 19 (das 16h às 18h)

– atividades sócio desportivas e culturais: brincadeiras de roda, bambolê, futebol, teatro de bonecos, sessão de cinema ambiental, vôlei e oficinas de recreação

Dia 20 (das 8h às 13h)

– café da manhã
– caminhada cultural com o grupo de bumba meu boi Touro da Ilha
– circuito Parque/ Praça dos Orixás.

Filhas fazem ação social em rua que recebeu o nome do pai

Antônio Viana foi um dos homenageados na edição de 2014 do projeto “Se Essa Rua Fosse Minha”. Organizado pela prefeitura de Teresina, o projeto homenageia cidadãos comuns da capital, nomeando vias ainda não nominadas. Ao receber a homenagem, a família despertou a curiosidade de conhecer a história do local, que foi nomeada com o nome de seu familiar, no bairro Vila da Guia, Zona Sudeste. Percebendo a realidade carente da vizinhança, organizaram uma ação social para trazer um pouco de alegria para os moradores da região.

Natural de São Pedro do Piauí, Antônio Viana veio ainda jovem para Teresina com os pais e cinco irmãos. Por ser o mais velho dos filhos, já trabalhava e possuía a responsabilidade de cuidar da família, principalmente depois do falecimento de seu pai. Foi por muitos anos representante comercial e fez bastante amizades, além de realizar diversas ações sociais por meio da religiosidade.

Antônio faleceu em 2010, aos 62 anos, vítima de um infarto. Em uma atividade da escola, a neta Sophia escreveu uma carta sobre a história do avô, que serviu como base para a inscrição no projeto Se Essa Rua Fosse Minha. Seguindo os passos do patriarca, a família decidiu realizar a ação social na rua que recebeu o seu nome. Karla Viana, uma das filhas de Antônio, contatou as lideranças comunitárias da Vila Nossa Senhora da Guia, que ajudou a mapear as crianças para distribuir brinquedos no período natalino.

“Meu pai acolhia em casa muitas pessoas necessitadas, recebia todos com carinho, fazia doações e isso nos despertou o interesse de conhecer o local que possuía seu nome em uma rua. Aos vermos que era uma comunidade carente, sentimos a necessidade de ajudar, assim como meu pai fazia. Juntamos a família, arrecademos dinheiro e compramos brinquedos para distribuir para as crianças. Foi muito satisfatório e vamos fazer isso anualmente, pois assim proporcionamos um pouco do que meu pai fazia com frequência”, destaca Karla.

Clara Silva, assistente social que tem projetos na comunidade, ressalta a importância de atitudes como essa. “A Karla me procurou no período natalino e combinamos para nos encontrarmos. Nós recebemos bem a iniciativa. Fizeram questão de conhecer o local e pediram para selecionarmos as crianças mais necessitadas e assim fizemos. Recebemos os brinquedos e doamos. Trabalhos assim são importantes, pois muitas delas não recebem nada no natal e qualquer lembrança as deixam muito felizes” concluiu a assistente social.

Para Jhamille Almeida, secretária executiva de planejamento urbano da SEMPLAM, histórias como essa motivam ainda mais para realizar o projeto Se Essa Rua Fosse Minha. “É um projeto muito bonito, que busca reverenciar a história de vida de pessoas comuns, como o seu Antônio, que são figuras inspiradoras para a população, inclusive para a própria família, que fez esse trabalho tão bonito”, diz ela.

Edição 2019

Os interessados em homenagear algum amigo ou familiar podem acessar o formulário de inscrição através do site da Prefeitura de Teresina, da Secretaria Municipal de Planejamento ou do aplicativo Colab, disponível para download para Android ou IOS.

Devem ser preenchidas informações do homenageado, além de uma minibiografia dos seus feitos em Teresina e a zona da cidade em que há o interesse de prestar a homenagem. Uma comissão formada por diversos órgãos da Prefeitura de Teresina, universidades, Câmara Municipal, IBGE e IPHAN irão avaliar as inscrições e escolher os nomes aprovados.

As inscrições seguem abertas até o dia 17 de julho e, após o processo de seleção, um sorteio das vias que receberão os nomes aprovados será realizado no Palácio da Música, no dia 29. A solenidade de entrega das placas comemorativas aos familiares dos homenageados será realizada no dia 28 de agosto, no Theresina Hall, como parte da programação do Aniversário de Teresina.

MUV é lançado no The Vejo na Ponte com sorteio de brindes

A equipe da Agenda Teresina 2030, departamento da Prefeitura de Teresina vinculado à SEMPLAN, participou do The Vejo na Ponte na noite deste domingo lançando o aplicativo MUV (Mobility Urban Values), que confere pontos para quem adota meios de transporte sustentáveis. Além de tirar dúvidas no stand, quem baixou o aplicativo participou de sorteios de brindes dos parceiros comerciais desta iniciativa.

Mais de uma centena de pessoas passaram pelo stand do MUV no estacionamento da ponte estaiada, tirando dúvidas, participando de jogos, conhecendo a estratégia e os objetivos do aplicativo e, claro, baixando em seus celulares. Quem fazia o download recebia um cupom para participar do sorteio de brindes, no qual um dos ganhadores foi o jovem Pedro Leal, que conheceu a iniciativa durante o evento.

“Me atraiu pelo objetivo do aplicativo ser de proteção ao meio ambiente e é muito bom, pois vai incentivando as pessoas a pontuarem e trocarem os pontos por mais prêmios”, contou Pedro, que ganhou uma cesta de produtos naturais.

“Achei muito interessante a iniciativa, uma coisa nossa, de Teresina, e que nos ajuda a monitorar o que estamos fazendo. Essa estratégia dos pontos estimula até a competição entre os amigos, de uma forma que vai ajudar o meio ambiente”, disse o fotógrafo Yago Almeida, outro frequentador do stand a baixar o aplicativo.

Este foi o lançamento oficial do MUV, apesar de o download já estar disponível para celulares Android e IoS há alguns meses, em versão beta. Para a urbanista Mariana Fiúza, o evento serviu para que mais pessoas conhecessem a iniciativa e despertassem a curiosidade para a mobilidade sustentável.

“A receptividade do público foi muito boa. Tivemos um bom movimento no nosso stand, muitas pessoas baixaram o aplicativo, tiraram dúvidas com a gente e também recebemos muitos comentários sobre essa estratégia de gamificação, que as pessoas percebem como um bom estímulo para adotarem práticas mais sustentáveis que vão contribuir com a cidade”, afirmou.

MUV

O objetivo do MUV é estimular as pessoas a se locomoverem mais a pé, de bicicleta ou transporte público, premiando quem faz uso de uma mobilidade mais sustentável. O app, que está sendo implantado na capital piauiense pela Prefeitura de Teresina, trabalhará em parceria com estabelecimentos comerciais de toda a cidade, que trocarão os pontos dos usuários por brindes, como descontos, produtos etc. O download já pode ser feito através da Apple Store ou na Play Store.

O evento

A 2ª edição do Festival The Vejo na Ponte começou neste domingo (7) e acontecerá novamente nos próximos dois fins de semana, no Complexo Turístico Ponte Estaiada, zona Leste de Teresina. São esperadas quatro mil pessoas durante cada dia do festival, de acordo com estimativas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

O festival, que tem como proposta ser atividade cultural nos meses de férias em Teresina, vai reunir vários nomes importantes da música local. O objetivo é valorizar os artistas da terra e oferecer alternativas de qualidade para entretenimento, gastronomia, além de levar a população de Teresina a frequentar mais os atrativos turísticos da capital.

Shopping da Cidade completa dez anos e marca período de transformações no Centro de Teresina

Há dez anos, a realidade do Centro de Teresina era diferente. O comércio informal nas ruas, praças e calçadas causavam problemas de mobilidade, segurança, dentre outros que geravam desconforto para a população. A discussão da organização dos conhecidos camelôs em um único local eram recorrentes em um processo de planejamento da cidade. Com a realização de planejamento estratégico da Agenda 2015 dentro do eixo de revitalização do Centro, mais uma vez veio à tona a organização do comércio informal da cidade, e nesses processos surgiu a diretriz de que seria necessário intervir com uma revitalização.

O planejamento tinha como ponto focal a retirada dos camelôs para desobstruir ruas e praças, para que assim, a Prefeitura pudesse fazer uma requalificação urbanística nesses logradouros. Após esse primeiro processo, um local estratégico deveria ser estudado para não distanciar os ambulantes do Centro da cidade, pois não sobreviveriam fora da área comercial. Após um período buscando soluções, a área que funcionava o terminal rural, na Avenida Maranhão, foi escolhida para a construção do shopping. O terminal foi deslocado para outro ponto, também central.

Depois de anos de cadastramento e monitoramento dos camelôs, em 2009, o Shopping da Cidade foi inaugurado. Escadas rolante, praça de alimentação, pontos comerciais, banheiros, órgãos públicos, dentre outros, ofereceram excelente estrutura tanto para os vendedores, como para os clientes. Além disso, capacitações com os ambulantes foram realizadas, mostrando a nova realidade e logística de trabalho que foi totalmente modificada.

“Inauguramos o Shopping da Cidade há dez anos e conseguimos, além de mobilização, permanente diálogo com os trabalhadores. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Teresina, O Sindilojas e o Sindicato dos ambulantes nos ajudaram muito em todo esse processo e são grandes parceiros. Em um só dia todos os ambulantes se fixaram no shopping. Nós estamos completando dez anos de muito aprendizado, pois ainda é uma coisa nova para Prefeitura”, destacou Carmen Neudelia Carvalho, coordenadora de captação de recurso da Secretaria Municipal de Planejamento (SEMPLAN).

O Shopping da Cidade proporcionou diversas mudanças, dentre elas, a de que os vendedores ambulantes passaram a ser microempreendedores, muitos deles com CNPJ registrado, o que gerou a abertura de novos sindicatos para a representação da classe.

“Mudou muito o contexto. Eles saíram de ambulantes para microempreendedores em um shopping modelo que incentivou outros Estados. Antes, estavam expostos ao sol, chuva e o shopping oferece conforto e segurança para todos. O trabalho realizado pela Prefeitura foi muito bom. Antes de entrar no Shopping tivemos cursos de capacitação, de gestão de negócios e sentimos a necessidade de criar uma associação, onde fizemos parcerias e estamos sempre qualificando e oferecendo eventos, como por exemplo o Shopping Mostra Moda. Este evento acontece duas vezes por ano e foi criado em 2010 para cada comerciante mostrar o que tem de melhor no seu estoque e hoje estamos na sua 19º edição”, ressaltou Ana Eliana, presidente da Associação de Microempreendedores do Shopping da Cidade.

Neuraci Viana, de 43 anos, é microempreendedora de moda feminina no Shopping da Cidade. Ela conta das dificuldades de quando era camelô e dos planos que tem depois da ida ao shopping.

“Eu fui camelô no calçadão da Simplício Mendes por oito anos, vendendo roupa feminina. De início eu não quis aceitar a mudança, pois tinha medo. Muita gente dizia que o shopping não iria ter a estrutura adequada e teria muitos problemas, mas erraram, e o shopping é uma benção na minha vida. Já estou aqui há dez anos e muita coisa mudou. Aprendemos a investir nosso dinheiro, a ter capital de giro, atender melhor os clientes. Hoje somos uma família e ajudamos uns aos outros, viramos referências. A gente não tinha nada, quando chovia a gente tinha que correr, para ir ao banheiro tínhamos que entrar nas lojas, hoje temos uma comodidade muito grande, temos tudo no shopping e me sinto mesmo uma microempreendedora. Pretendo continuar aqui e também expandir meu negócio para outros bairros, tudo dentro da formalidade”, concluiu.

Colônia de Férias do Parque Lagoas do Norte inicia inscrições no dia 08 de julho

A 9ª Colônia de Férias do Parque Lagoas do Norte estará com inscrições abertas entre os dias 08 e 11 de julho, para crianças de 5 a 14 anos. Os interessados podem realizar as inscrições na administração do parque, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Para efetuar as inscrições, os pais ou responsáveis pelas crianças devem levar um documento que comprove sua idade. A Colônia acontece nos dias 18, 19 e 20 de julho com o tema viva a alegria das suas cores, e contará com atividades esportivas como atletismo, handebol de areia, futebol de campo, voleibol, dentre outras.

Além dos esportes, as crianças também participarão de atividades culturais e educativas como oficinas de leitura e meio ambiente. Muitos jogos, brincadeiras e aprendizado irão fazer a alegria da garotada.

“Vamos abrir as inscrições de mais uma edição da nossa Colônia de Férias, pensando sempre em oferecer o melhor para as crianças que irão participar. Os pais já sabem da nossa organização e responsabilidade e por isso a colônia é sempre um sucesso. Faremos reunião com os pais, para falar sobre as atividades, além de uma reunião com todos os instrutores. Nosso objetivo é fazer com que esta Colônia de Férias seja melhor a cada edição”, destaca Jorgenei Moares, diretor do Parque Lagoas do Norte.

Programa Lagoas do Norte combate desperdício de água em escola com aula prática

A educação ambiental é uma vertente trabalhada diariamente pelo Programa Lagoas do Norte junto à população da zona Norte de Teresina. Após um diagnóstico de desperdício de água na Escola Municipal Antonio Gayoso, a equipe de educação ambiental do programa levou conhecimento teórico e prático às turmas de 6º ano.

“O projeto começa com um diagnóstico na escola sobre os aspectos ambientais que precisam ser trabalhados. Lá, constatamos que havia um desperdício de água principalmente nos banheiros e bebedouros. Fizemos toda uma apresentação teórica do que é a água, a captação e o tratamento. A segunda etapa que proporcionamos foi o passeio à Estação de Tratamento de Água da zona sul”, relata Márcia Alencar, educadora ambiental do PLN.

A intenção, segundo a educadora, é mostrar aos alunos todo o processo de tratamento da água para que eles vejam a complexidade e tudo que está envolvido, percebendo o quanto o desperdício é prejudicial. “O olhar das crianças quando saíram de lá foi totalmente diferente. Às vezes a gente fala para a criança proteger e cuidar, mas outra coisa é quando você mostra na prática esse processo”, destaca.

A aluna Lorrany de Oliveira Nunes, de 12 anos, avaliou a experiência. “Gostei muito da aula, porque a gente viu a importância da água, de preservá-la e vimos também as etapas de tratamento até que ela chegue em nossas casas”, afirmou.

O professor Jocielson, que ministra a disciplina de Ciências da Natureza para os alunos, destaca a importância de uma atividade prática. “Sabemos que é muito importante essa conscientização e essa mobilização na escola. As crianças são as protagonistas. Elas levam o que aprendem aqui para dentro de casa. Hoje os alunos puderam ver como ocorre o tratamento e perceberam que não podemos desperdiçar água, porque quanto menos a gente desperdiça, menor o gasto”, disse.

Aplicativo MUV sorteará prêmios durante o The Vejo na Ponte

Durante o lançamento do MUV (Mobility Urban Values), no The Vejo na Ponte deste domingo (7), vários brindes serão distribuídos para os frequentadores do stand do aplicativo no complexo turístico da Ponte Estaiada. O local contará com diversas atividades valendo prêmios disponibilizados por parceiros comerciais do aplicativo. A ideia é atrair o público para a estratégia executada através do app, que confere pontos para quem utiliza meios de transporte mais sustentáveis, e essa pontuação pode ser trocada por prêmios. O evento começa a partir das 17h.

As empresas foram identificadas a partir de suas associações com o objetivo do aplicativo de incentivar a mobilidade sustentável. Durante o The Vejo na ponte, os frequentadores do stand poderão disputar vários jogos e atividades, como Twister, bambolê, entre outros, que darão ao vencedor prêmios disponibilizados por esses parceiros. Também serão sorteados alguns brindes no palco, nos intervalos entre as apresentações musicais.

Dentre os prêmios estão uma bicicleta da Evo Bikes, um mês de assessoria no Clube da Corrida, um curso semestral de robótica na Tron Robótica e uma cesta de produtos naturais da Produto Chaves. Outras empresas parceiras são a Via Café Brasil, Café da Gota Serena, Biclicleta e Cia, Araxá Bike Park, Revista Cidade Verde, Parque Meus Filhos, Love Run, The Radical Shop, Imporium e Mr. peças, que irão sortear vale compras, passeio de tirolesa, par de tênis, bonés, capacetes, dentre outros prêmios.

“Esperamos que as pessoas gostem dos brindes e que elas entendam a proposta por trás dessa iniciativa, que é obter benefícios a nível da cidade através de práticas sustentáveis incentivadas pelo MUV, para melhorar o transporte, nosso espaço urbano e a infraestrutura da cidade de um modo geral”, pontuou Mariana Fiuza, urbanista da Agenda Teresina 2030, departamento da Secretaria Municipal de Planejamento (SEMPLAN) responsável pelo gerenciamento do app em Teresina.

MUV

O objetivo do MUV é estimular as pessoas a se locomoverem mais a pé, de bicicleta ou transporte público, premiando quem faz uso de uma mobilidade mais sustentável. O app, que está sendo implantado na capital piauiense pela Prefeitura de Teresina, trabalhará em parceria com estabelecimentos comerciais de toda a cidade, que trocarão os pontos dos usuários por brindes, como descontos, produtos etc. O download já pode ser feito através da Apple Store ou na Play Store.

O evento

A 2ª edição do Festival The Vejo na Ponte começa neste domingo (7). O evento, assim como na primeira edição, contará com três domingos de muitas atividades no Complexo Turístico Ponte Estaiada, zona Leste de Teresina. São esperadas quatro mil pessoas durante cada dia do festival, de acordo com estimativas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

O festival, que tem como proposta ser atividade cultural nos meses de férias em Teresina, vai reunir vários nomes importantes da música local. O objetivo é valorizar os artistas da terra e oferecer alternativas de qualidade para entretenimento, gastronomia, além de levar a população de Teresina a frequentar mais os atrativos turísticos da capital.

Vítimas do Parque Rodoviário terão prioridade no Minha Casa Minha Vida

A Prefeitura de Teresina está trabalhando para conseguir a desapropriação do terreno de uma empresa de telefonia na Zona Sul de Teresina, onde uma lagoa levou ao rompimento de um muro e a enxurrada vitimou dezenas de pessoas no bairro Parque Rodoviário. Em visita a Secretaria Nacional de Habitação, o prefeito Firmino Filho e o secretário de planejamento José João Braga receberam a confirmação de que o projeto de construir novas residências para as vítimas no local terá prioridade no próximo edital do Minha Casa Minha Vida.

O objetivo da visita foi obter esta sinalização do Ministério, o que irá garantir a agilidade no andamento do processo para construção das casas que irão indenizar as vítimas que viviam em áreas de risco. Outras 55 residências, que embora atingidas pela enxurrada não estão em áreas consideradas de risco, estão sendo reconstruídas ou recuperadas pela prefeitura.

“O próximo edital do Minha Casa Minha Vida deverá ser lançado em breve. Os técnicos da Prefeitura estão elaborando o projeto que será inscrito e, como se trata de uma situação de calamidade, recebemos a confirmação de será tratado de forma prioritária para receber os recursos do programa do governo federal”, explica o secretário municipal de planejamento, José João Braga.

Esses imóveis foram destruídos no último dia 4 de abril, durante a enxurrada que aconteceu no local. Desde então, a Prefeitura vem prestando toda a assistência necessária às famílias através de órgãos como a SDU Sul, Semcaspi, FMS e outros.