_____________________________________________________________________________________________________________________________________

Edição 2019

O projeto cultural “Se essa rua fosse minha”, lançado anualmente para denominar vias de Teresina que ainda não foram nomeadas oficialmente, tem como objetivo colocar nomes de pessoas que fizeram parte da história das comunidades em logradouros e ruas da capital. O concurso é uma forma de homenagear  cidadãos, que às vezes anonimamente, fizeram parte da construção e da evolução das comunidades. A edição deste ano já está com nomes e ruas definidas em sorteio, realizado dia 29 de julho, no Palácio da Música. A solenidade oficial de entrega das placas acontece dia 29 de agosto, no Theresina Hall.

As famílias receberão exibíveis para terem acesso a solenidade durante os dias 22, 23, 26 e 27 de agosto, de 8h às 15h, no auditório da Secretaria Municipal de Finanças (Semf), localizado no térreo da Prefeitura de Teresina.

As inscrições foram avaliadas por uma comissão especial, formada por representantes da Prefeitura de Teresina, Câmara de Vereadores, Universidade Federal do Piauí, Universidade Estadual do Piauí, IBGE e IPHAN. As biografias enviadas foram analisadas e posteriormente homologadas e colocadas nas vias que ainda não foram nomeadas. Após a validação, houve o sorteio das ruas que receberam esses nomes, de acordo com a zona indicada no momento da inscrição. Será feita uma minuta de lei que será aprovada pela Câmara Municipal, e ao final, uma solenidade para as famílias das personalidades escolhidas, um momento de celebração que faz parte da programação de comemoração do aniversário de Teresina.

Para acessar a portaria e conferir o regulamento do projeto cultural, CLIQUE AQUI.

Confira a lista com os nomes dos homenageados

Adalberto Carvalho Dias
Ademir Rodrigues de Meneses
Agnelo Lobão Castelo Branco
Agnon Pereira de Macedo
Aída Dias Castro
Alayde Rodrigues da Costa Sudário
Alborina Gonçalves Campelo Pereira
Alcides Gomes da Silva
Alexandro José de Sousa
Aluísio Parentes Sampaio
Álvaro Brandão Filho
Amphilóquio Rodrigues do Nascimento
Ana Clélia Basílio Napoleão do Rêgo
Ana Maria de Jesus
Anatyane Cavalcante de Sousa
Anderson Brasil Machado
Ângelo de Oliveira Sobrinho
Ângelo Vieira de Abreu
Aniceta Almeida do Nascimento
Antônia Maria de Aquino Sousa
Antônio Alves de Noronha
Antonio Arrais
Antônio Augusto de Santana
Antonio Dib Tajra
Antônio Ferreira Lopes
Antonio Machado da Silva
Antonio Manoel Gayoso e Almendra Castelo Branco Filho
Antônio Martins Pessôa
Antônio Nonato da Cunha
Antonio Nonato da Silva
Antônio Noronha Pessoa Filho
Antônio Ribeiro do Nascimento
Antônio Rodrigues Santana
Antonio Saturno de Lima
Antônio Zilmar Galdino Costa
Argemiro Ferreira de Andrade
Arlindo de Lima Veloso
Artur Gomes de Almeida
Athlestan Ozires Motta Correa
Athyrson Harrison Brenner Soares Maia Silva
Bartolomeu Braga de Mesquita
Benedita Maria da Silva
Benedito Luiz de Aguiar
Caio Lustosa Filho
Cândida de Sousa Gomes
Carla Pereira de Abreu
Carlos Alves Brandão
Cesarino de Oliveira Sousa
Cícero de Andrade Veloso
Cineas Veloso Neto
Cipriano Ferreira da Silva
Cláudio Roberto Ribeiro do Nascimento
Clóvis Martins Lima
Cristina Salviana de Sousa Dourado
Cromwell Wall de Carvalho
Dilnah Carvalho Almeida
Domingas Alves Nunes
Domingas Soares de Lima
Domingos Bezerra da Silva
Ecy Ribeiro Gonçalves do Nascimento
Edilson Rocha Lima
Eduardo Fortes Wall Ferraz
Elias Lopes de Sousa
Eloá Ferreira Macêdo Nunes
Enéas Martins de Castro Nogueira
Enildes Oliveira Moita Costa
Estevão Fortes Castelo Branco
Eudes Lobão Fonseca Costa
Eutique Alves Pereira
Eva Maria Messias de Moura
Fábio Emanuel Moura e Silva
Fausta Maria da Conceição Silva
Fernando Benvindo Falcão Costa
Flaviana da Silva Sousa
Floriza Jácome Furtado de Mendonça
Francisca Freire Pereira e Silva
Francisca Mascarenhas de Sousa e Silva
Francisco Barros de Jesus
Francisco Bezerra da Silva
Francisco Bezerra da Silva
Francisco Borges da Silva
Francisco Carlos do Bonfim Filho
Francisco das Chagas Dourado
Francisco das Chagas Lopes
Francisco de Oliveira Lopes
Francisco Ferreira de Miranda
Francisco Freitas dos Santos
Francisco Gomes de Morais
Francisco Herbert Ribeiro de Sampaio
Francisco Loureiro Sobrinho
Francisco Lourenço Soares
Francisco Mendes de Medeiros
Francisco Osvaldo do Carmo
Francisco Rafael do Vale Brito
Francisco Rodrigues da Silva
Francisco Rodrigues de Queiroz
Francisco Soares da Costa
Geovane de Araújo Sousa
Germano Diego Verissimo Pedrosa
Gertrudes Maria de Moraes Marinho
Giovanni do Rego Barros
Guilherme de Carvalho Paulo Marcos
Henri Rémy Luquet
Henrique Andrade
Herbert Rogerio de Morais
Hoston Tomás Santos do Nascimento
Irene Moraes Lopes Pessoa
Irisnaldo Oliveira Pinho
Isídio Tavares de Sousa
Ivaldo Carneiro Fontenele
Ivonildes Maria Ribeiro da Silva
Jesualdo Cavalcanti Barros
Joana Antonia de Sousa
João Almendra Freitas
João Alves de Moura
João Batista de Castro Dias
João Calisto Lobo
João Carvalho da Silva
João Mendes Nepomuceno Neto
João Pereira da Silva
João Renôr Ferreira de Carvalho
Joaquim Dias de Sant´anna
Joaquim Gomes da Silva
Joaquim Mamede Lima
Joaquim Santos Noronha
Joaquim Ursulino Neto
Jonas dos Santos
Jorge Luis Vieira de Araújo
Jose Alexandre de Meneses Carvalho
José Carlos Cardoso
José de Almeida de Sousa Coelho
José de Ribamar Xavier Batista
José Dias de Castro
José Edmilson da Silva
José Feliciano de Paiva
José Gomes de Araújo
José Itamar Ferreira
José Ivo Batista de Sampaio
José Lincoln de Sousa Meneses
José Manoel Costa
José Mauro da Silva Vieira Junior
Jose Mendes da Rocha
José Messias Andrade
José Nunes Magalhães
José Pereira dos Santos
José Portela Nazar
José Rebouças Nery
José Ribamar Rocha Neiva Filho
José Rodrigues da Costa
José Rodrigues de Sousa
José Sebastião Oliveira da Silva
José Tito de Araújo
Juarez Piauhyense de Freitas Tapety
Júlia Perticarrari Osório Pitombeira
Júlio Barbosa Ramos Filho
Jurandi Borges Teixeira
Jurandi Vieira de Sousa
Leonice Ribeiro de Almeida
Leonilia Maria da Cunha Feitosa Borges
Lino Rodrigues Freire
Lisbelina Maria de Araújo Costa Moura
Luciano Luís Gonçalves de Abreu
Luís Alves dos Santos
Luís Eduardo Barbosa Carvalho
Luis Walmor Barbosa de Carvalho
Luiz Alves de Carvalho
Luiz da Costa e Silva
Luiza Alves Cunha
Luiza Ximenes de Carvalho Coutinho
Luzia Rodrigues da Silva Sousa
Magnólia Ferreira do Nascimento
Manfredi Mendes de Cerqueira
Manoel Alves Mendes
Manoel de Moraes Filho
Marcia Maria Andrade Oliveira Silva
Maria Abigail Fortes de Figueiredo
Maria Alice Lopes
Maria Amélia Santos Pessôa
Maria Ana de Oliveira
Maria Aurora Alves de Oliveira Sousa
Maria Auxiliadora de Assis Farias
Maria da Conceição Ramos Magalhães
Maria da Natividade Andrade Soares
Maria Dalva da Conceição
Maria das Dores Batista
Maria das Dores Learth Cunha
Maria das Mercês Costa Fernandes
Maria de Fátima Macêdo Costa
Maria de Lourdes da Silva Pereira
Maria de Nazaré Corrêa Carvalho
Maria de Nazareth Borges Figueiredo
Maria do Carmo Nunes de Brito
Maria do Carmo Ribeiro Nunes
Maria do Perpetuo Socorro Rodrigues
Maria do Socorro Amorim Costa
Maria do Socorro da Silva Ribeiro
Maria Dolores de Magalhães Souza
Maria Ferreira Bemvindo Falcão Costa
Maria José da Conceição
Maria José da Silva Pereira
Maria José Lopes
Maria Regina de Andrade Marreiros
Maria Rodrigues do Nascimento
Maria Rodrigues dos Santos
Maria Rosa das Neves Sousa
Maria Yvône Gomes Mourão Santana
Marimar Bezerra Alves de Oliveira
Marinalda Teixeira Mascarenhas dos Santos
Mario dos Reis Maia
Marlene Damasceno Moura Fé
Martinho Pereira do Nascimento
Matias Augusto de Oliveira Matos
Maura Regina da Silva Vitório
Melcíades Borges da Silva
Melquíades Dourado
Milton Nonato de Carvalho
Milton Rodrigues dos Santos
Miratan Abreu Alencar
Moisés Pereira de Souza
Nadir Tomaz Tajra
Nathalia Ribeiro Queiroz
Neir Pereira Santos Filho
Neusa Francisca Rodrigues
Onésio Almeida Carvalho
Oston Teixeira Diniz
Otacilio Pereira da Silva
Otavio Gonçalves de Sousa
Ozimo José da Rocha
Paulo Barbosa de Mesquita
Paulo de Tarso Mello e Freitas
Paulo Ramos da Silva
Paulo Roberto de Araújo
Pedro Gomes da Silva
Pedro Nonato da Costa
Phillip Hatus de Lima Guerra
Raimunda Ferreira de Sousa
Raimundo Brasil Lustosa
Raimundo de Carvalho Costa
Raimundo Nonato de Andrade
Raimundo Nonato Mourão
Raimundo Rafael Neponuceno
Raimundo Rodrigues de França
Raimundo Rosendo Prado
Râmisa Kalume Brígido
Raul Martins de Castro Cunha
Regina Lucia Costa
Regina Maria Tajra Torres
Rita das Graças da Silva Miranda
Roberto Gonçalves de Freitas
Rosa Maria de Jesus Sousa
Rosendo Brígido de Sá
Salú Venancio de Sousa Carvalho
Salustiana Maria da Conceição
Salvador Rodrigues Coimbra
Severino Araújo Bezerra Filho
Soraya Maria de Carvalho Arcanjo
Teresinha de Jesus Lopes Loureiro
Teresinha de Jesus Vasconcelos Castelo Branco
Valdemar Vieira da Costa Júnior
Valdinar Lopes Pessoa
Valter Albertino de Morais
Vanda Canito de Araujo
Vicente Rodrigues do Nascimento
Waldir Fernandes Torres
Wilson Vieira da Silva

 

_____________________________________________________________________________________________________________________________________

Edição 2018

A prefeitura de Teresina, através da secretaria municipal de planejamento  e coordenação (SEMPLAN), realizou na noite da última quinta-feira, no auditório da Uninovafapi, a solenidade de entrega das placas comemorativas do Projeto “Se Essa Rua Fosse Minha”, que batiza vias e logradouros públicos da cidade com nome de cidadãos que contribuíram para o desenvolvimento da comunidade na capital piauiense. A cerimônia, que contou com a presença do prefeito Firmino Filho, e do secretário de planejamento José João Braga, foi marcada pela emoção dos familiares dos homenageados, agora eternizados na cidade.

No total, foram 114 pessoas que foram homenageadas nesta que é quinta edição do projeto, realizado desde 2014. Como só podem receber a homenagem pessoas já falecidas, as inscrições foram feitas por amigos e familiares, e posteriormente avaliadas por uma comissão, que reconheceu a contribuição de cada um que compôs a lista final. Após definição por sorteio quais vias receberiam o nome de cada um dos selecionados, e da aprovação de minuta de lei com a oficialização dos novos nomes, a solenidade desta quinta marcou a entrega das plaquinhas comemorativas para os familiares, uma lembrança da homenagem recebida, além do certificado de participação no projeto recebida das mãos do prefeito.

“Ficamos muito felizes de poder estar completando esse projeto, onde ao mesmo tempo que cuidamos de um problema de ordem prática, que é o registro das ruas de Teresina, podemos também homenagear pessoas que fazem parte da história da cidade”, afirmou o secretário de planejamento e coordenação, José João Braga. “É um trabalho complexo de receber as inscrições, avaliar as biografias e organizar todas as etapas do projeto, mas é uma grande satisfação concluir essa homenagem prestada pela Prefeitura de Teresina aos seus cidadãos”, completa a secretária executiva de planejamento urbano, Jhamille Almeida.

A jornalista e ativista dos Direitos Humanos, Lurdinha Nunes, inscreveu o nome da mãe, Nenzinha Machado, no projeto, que para ela é uma forma importante de reconhecimento para os cidadãos da cidade. “Falo como a filha de uma homenageada, mas temos que pensar que são pessoas anônimas que juntas, em locais diferentes, construíram uma Teresina melhor, mais humana e mais acolhedora. Por isso que Teresina é nossa cidade”.

Como representante das famílias dos homenageados, o desembargador Carlos Augusto Pires Brandão destaca também a emoção de ter o nome da mãe, Cecy Pires Brandão, eternizado em uma via da cidade.
“Isso é uma abertura para as vozes da cidade, uma possibilidade para que as próprias pessoas da comunidade apresentem esses nomes que participaram da construção de Teresina. A gente fica muito feliz pela punjança da cidade, e estão de parabéns esses nomes que hoje estão sendo homenageados. É extremamente emocionante e as lágrimas caem. A gente fica sentido com a saudade, mas ao mesmo tempo sentimos a gratidão que a cidade está demonstrando aos seus filhos, para que seus exemplos sejam reproduzidos para sempre”, finaliza.

Edição 2017

Uma noite marcada pela emoção e pela saudade. Assim foi a noite de ontem (22) para os familiares e amigos dos 110 homenageados pela Prefeitura de Teresina, através do concurso cultural “Se essa rua fosse minha”. Eles terão os nomes eternizados nos logradouros públicos da capital piauiense.

O objetivo do “Se essa rua fosse minha” é homenagear homens e mulheres que ajudaram a construir a cidade de Teresina ao longo dos seus 165 anos. Para o prefeito Firmino Filho, é o momento de olhar para trás, celebrar o passado para construir o futuro.

“A cidade não se constrói com sonhos apenas. Ela se constrói com trabalho, com suor, com raça, com dedicação, com lágrimas, mas também com alegria, com emoção, com amor. Essa é a nossa cidade, fruto de um trabalho de todas as gerações. É a cidade que é nossa, que é a nossa cara e de ela nós nos orgulhamos e nós fazemos parte dela e ela faz parte da gente. Essa noite é muito bonita porque em cada um dos homenageados estamos homenageando todo nosso passado, todos aqueles que contribuíram para nossas vidas e para a vida da cidade. E é importante que possamos celebrar nosso passado porque só tendo orgulho da nossa caminhada é que nós vamos ter a motivação necessária para que possamos continuar a construção da nossa cidade”, destacou.

Para Silvana Ramos, filha do homenageado Francisco Ramos, o “Se essa rua fosse minha” remete à sensação de continuidade, de imortalidade e de eternização das pessoas que ajudaram a construir a cidade. “Ela registra um novo capítulo dos homenageados que darão nome aos logradouros. Isso cria o sentimento de pertencimento, de identidade com o local onde vivemos, aumentando o nosso vínculo afetivo”, ressaltou.

O secretário municipal de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim, lembrou que a Prefeitura de Teresina homenageia, por meio do concurso cultural, histórias de pessoas que, de alguma forma, ajudaram a construir a cidade. “Cada um que está sendo homenageado deu a sua parcela de contribuição para essa cidade, que completou 165 anos e que carrega desafios e coisas boas. Cada um aqui ajudou a construir referências na sua família, na sua comunidade, na sua profissão, no seu dia a dia. É algo muito significativo. E, a partir desse momento, essas pessoas tem seus nomes eternizados nas ruas da cidade”, pontuou.

O concurso cultural Se Essa Rua Fosse Minha foi criado em 2013 e é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN).


Edição 2016

A edição 2016 do Concurso Cultural Se Essa Rua Fosse Minha homenageou 108 cidadãos que ajudaram a construir a história de Teresina. O evento ocorreu no dia 31/08/2016 no Teatro 4 de Setembro e contou com presença dos familiares dos homenageados.

Os nomes dos novos logradouros públicos foram sugeridos por meio da participação popular na edição 2016 Concurso Cultural Se Essa Rua Fosse Minha. Pelas regras do concurso, o cidadão sugere o nome da pessoa a ser homenageada. As sugestões são validadas por uma comissão, de acordo com os critérios legais, e a Prefeitura realiza um sorteio para definir a localização de cada rua. Depois, é elaborado um projeto de lei, que segue para aprovação da Câmara Municipal e, em seguida, para sanção do prefeito.


Edição 2015

A edição 2015 do Concurso Cultural Se Essa Rua Fosse Minha homenageou 156 cidadãos que ajudaram a construir a história de Teresina. O evento ocorreu no dia 19/08/2015 no Auditório Ipê e contou com presença dos familiares dos homenageados.

Os nomes dos novos logradouros públicos foram sugeridos por meio da participação popular na edição 2015 Concurso Cultural Se Essa Rua Fosse Minha. Pelas regras do concurso, o cidadão sugere o nome da pessoa a ser homenageada. As sugestões são validadas por uma comissão, de acordo com os critérios legais, e a Prefeitura realiza um sorteio para definir a localização de cada rua. Depois, é elaborado um projeto de lei, que segue para aprovação da Câmara Municipal e, em seguida, para sanção do prefeito.

Rua 2015 - 1

“Essa é a noite do reconhecimento. Um momento de reflexão, comemoração e, sobretudo, de respeito pelas pessoas que construíram a cidade. Cada homenageado é parte da história de Teresina. Nenhum dos nossos esforços é individual. Não construímos nada sozinhos. Essa noite representa a gratidão da cidade a cada cidadão homenageado e a suas famílias. A iniciativa da homenagem parte da própria cidade, pelas mãos de seus filhos, que sugerem os nomes das pessoas a serem homenageadas. O Se Essa Rua Fosse Minha é um processo democrático e inclusivo, uma oportunidade para que as famílias e toda a sociedade sugiram nomes e registrem sua contribuição na história de Teresina, abrindo espaços urbanos da cidade para homenagear aqueles que ajudaram a construí-la”, observou Washington Bonfim, secretário municipal de Planejamento e Coordenação.

Para baixar a relação dos novos logradouros e homenageados clique aqui.

Para acessar a reportagem e mais fotos sobre o eventos clique aqui.


Edição 2014

Aconteceu na noite de 27/08/2014, no Theresina Hall, dentro da programação do aniversário da cidade, a solenidade “Se Essa Rua Fosse Minha”, de denominação de novas avenidas, ruas e logradouros de Teresina. A solenidade reuniu autoridades municipais e familiares e amigos dos homenageados.
 
O concurso cultural, lançado em agosto de 2013, foi realizado pela Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), após constatação de dificuldades da Agespisa, Eletrobrás, Correios e até mesmo do executivo municipal em localizar residências devido a duplicidade ou a ausência da nomenclatura em algumas ruas e avenidas. Através da internet, os cidadãos puderam enviar sugestões de nomes, que passaram por uma avaliação, através de uma Comissão Especial e, em seguida, um sorteio, para finalmente irem para as placas nas ruas. Trezentos e dezenove nomes foram selecionados.
 
Washington Bonfim, secretário da Semplan, explicou sobre o processo de escolha dos nomes. “Esse concurso foi o mais democrático possível. Após avaliação da Comissão Especial e do sorteio de definição, cada via recebeu o nome do homenageado e, em seguida, foi encaminhado à Câmara Municipal, em forma de projeto de lei. A partir de agora, cada homenageado fará parte definidamente da história de nossa cidade”, disse Bonfim.
O prefeito de Teresina, Firmino Filho, fez a entrega simbólica de 13 placas para a família de alguns dos homenageados. “Essa é uma justa homenagem para aqueles que estão dentro da alma dos teresinenses, para todos aqueles que ajudaram a construir a história de nossa cidade, pessoas das quais temos orgulho e queremos imortalizar. Esperamos que suas histórias de luta e dedicação possam servir de inspiração para todos nós”, disse.
 
Marília Costa Sousa, filha do homenageado Raimundo Nonato da Costa, mais conhecido como Costinha, fotógrafo da Prefeitura por mais de duas décadas e falecido em agosto de 2012, falou emocionada da homenagem recebida. “Hoje é um dia feliz para mim e para minha família. Apesar da saudade que sentimos todos os dias, hoje estamos felizes em receber esse reconhecimento por tantos anos de dedicação do meu pai à essa cidade. Ele era um apaixonado por Teresina e certamente merece essa homenagem”.
Para baixar a relação dos nomes dos novos logradouros e os homenageados, clique aqui.
 
Edição 2014

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).